Gottlieb Basch, investigador do MED e professor catedrático no Departamento de Fitotecnia da Universidade de Évora, foi um dos cinco premiados internacionais da iniciativa “No-Till Legends”.

Esta iniciativa promovida pela “No-Till Farmer”, uma revista americana de agricultura dedicada à sementeira direta/Agricultura de Conservação há 60 anos, começou a reconhecer, em 2017, dezenas de figuras internacionais ligadas à Agricultura de Conservação e pioneiros na aplicação de técnicas como a sementeira direta. Desde então têm vindo a ser questionados sobre a continuidade desta iniciativa de reconhecimento, tendo lançado novamente esta iniciativa no início deste ano e que se pretende que continue.

No início do ano, vários interessados internacionais na área da Agricultura de Conservação reuniram uma lista de 52 pessoas que contribuíram significativamente para o desenvolvimento, promoção e divulgação internacional dos muitos benefícios da Agricultura de Conservação e sementeira direta. Os cinco homenageados deste ano foram selecionados, a partir dessa lista, por um painel de juízes. Gottlieb Basch foi reconhecido na categoria recentemente criada “International No-Till Educators”. 

Gottlieb Basch é doutorado em Ciências Agrárias pela Universidade Georg-August de Göttingen, Alemanha. Em 1984, a sua tese comparou a utilização da sementeira direta e das rotações diversificadas de culturas com os sistemas de cultivo convencionais utilizados no sul de Portugal. Com base nos resultados promissores, Gottlieb Basch passou quatro décadas a investigar o contributo da aplicação dos princípios da Agricultura de Conservação a nível ambiental, agronómico e económico, da saúde do solo, da biodiversidade, do sequestro de carbono, da redução das emissões de gases com efeito de estufa.

Desde 1991, Gottlieb Basch integra o MED (antigo ICAAM) trabalhando na conservação do solo e na dinâmica do carbono do solo. Entre 2020 e o início de 2023 foi coordenador do Grupo de Investigação do MED “Solo, Água e Clima” e desde 2020 até ao presente, coordenador da Linha Temática do MED “Agricultura de Regadio”. É autor ou coautor de mais de 40 artigos de investigação em revistas internacionais e de vários capítulos de livros.

É membro da direção da APOSOLO-Associação Portuguesa de Mobilização de Conservação do Solo desde da sua fundação em 1999, foi presidente da Federação Europeia de Agricultura de Conservação de 2003 a 2008 e é de novo desde 2011, e é membro do International Conservation Agriculture Advisory Panel para África. Esteve também envolvido em vários projetos internacionais de Agricultura de Conservação na União Europeia e em África. Atualmente também é membro do Grupo de Peritos da União Europeia para as remoções de carbono.

Fonte: Nota de Imprensa / Universidade de Évora

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Évora comemorou o dia da cidade com homenagens a personalidades e instituições eborenses

No dia 29 de junho, Dia de São Pedro, Évora celebrou o seu Dia da Cidade com uma sessão so…