Dia 18 de Novembro, a Biblioteca Municipal Vicente Campinas, em Vila Real de Santo António, recebeu o lançamento de A pirataria no extremo sotavento algarvio nos alvores da Idade Moderna, da autoria do historiador Fernando Pessanha, técnico superior de cultura do Arquivo Histórico Municipal António Rosa Mendes.

A sessão, que contou com as palavras  introdutórias da vereadora da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Conceição Pires, e da delegada da Direcção Regional da Cultura do Algarve, Adriana Freire Nogueira, contou ainda com a presença do Capitão-de-Fragata Rui Vasconcelos de Andrade, comandante do porto de Vila Real de Santo António, em representação da Marinha Portuguesa, que originalmente publicou esta investigação de Fernando Pessanha em Academia de Marinha – Memórias 2019

Durante a sessão, o historiador algarvio, doutorando da Universidade de Huelva e investigador da Associação Ibérica de História Militar, dissertou sobre a actividade do corso e da pirataria das imediações da foz do Guadiana, identificando ataques que tiveram lugar no concelho de Santo António de Arenilha, assim como a origem dos principais grupos de piratas e dos cavaleiros da Ordem de Cristo responsáveis pela defesa das nossas costas. O técnico superior de cultura da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António chamou ainda a atenção para a necessidade de se desenvolverem projectos de investigação que atribuam visibilidade ao concelho e que permitam a criação de novas imagens de marca que viabilizem novas estratégias a nível do turismo cultural. 

Fonte: Nota de Imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Galopim de Carvalho partilha memórias de Évora nos anos 30 e 40 no seu mais recente livro

A Biblioteca Pública de Évora (BPE) foi “palco” da apresentação do mais recente livro de A…