No âmbito da Estratégia Regional de Especialização Inteligente do Alentejo (EREI 2030), foram assinados os protocolos das Plataformas Regionais de Inovação, que fazem parte do modelo de governação proposto para operacionalizar a EREI 2030.

Este modelo assenta na constituição de três Plataformas Regionais de Inovação e que são a Plataforma para a promoção da Sustentabilidade e Coesão Territorial (PlaSuCT), Plataforma para o reforço das Cadeias Produtivas Regionais (PlaCaPRe) e Plataforma para a promoção das Qualificação dos Recursos Humanos Regionais (PlaQuaR).

Com a presença do Presidente da CCDRA.IP, Ceia da Silva, Carlos Zorrinho embaixador da EREI 2030 e do CRI, a Vice-Presidente da CCDRA.IP, Carmen Carvalheira, Tiago Teotónio Pereira, Vogal do PR2030 e da Vogal do Conselho de Administração da ANI Alexandra Vilela, foi feito nas instalações do PACT em Évora foi feito o ponto de situação do Modelo de Governação e a apresentação do draft do Sistema de Monitorização da EREI.

Foram quatro os protocolos assinados. Assim, entre a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, I.P e o “PACT – Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, S.A. “foi assinado protocolo de “Coordenação operacional da estratégia regional de especialização inteligente do Alentejo (EREI2030)”, que tem como objetivo garantir a correta e adequada monitorização e avaliação dos impactos das plataformas regionais de inovação da EREI2030, e assim contribuir para uma melhor implementação da EREI no território.

Esta parceria deverá traduzir-se num modelo de governação promotor da variedade relacionada, da promoção de espaços de descoberta empreendedora e assentar numa verdadeira partilha de trabalho e de responsabilidades, que acrescentará valor ao modelo de governação da EREI2030, garantindo um aumento no controlo e de eficácia capazes de responder a possíveis futuros constrangimentos.

Entre a CCDRA. I.P a ADRAL, S.A e a Associação Estação Biológica de Mértola (EBM), foi assinado o protocolo para a Plataforma para a Promoção da Sustentabilidade e Coesão Territorial (PLASUCT), que tem como objetivo promover dinâmicas coletivas de descoberta e impulso à transformação e à mudança, visando a sustentabilidade e a coesão territorial na região do Alentejo.

Foi também assinado o Protocolo de Colaboração para Plataforma para o reforço das Cadeias Produtivas Regionais (PlaCaPRe), entre a CCDRA, I.P, Sines Tecnopolo e a Associação Cluster Portugal Mineral Resources, cujo objetivo é promover o reforço das cadeias produtivas regionais no Alentejo, com base em recursos e ativos locais, assim como impulsionar o efeito âncora em torno de projetos e investimentos estruturantes da região.

A plataforma visa fortalecer as cadeias de valor associadas aos seguintes recursos/ativos regionais: Porto de Sines, Aeródromo de Ponte Sor, Linha Ferroviária Sines/Caia, Aeroporto de Beja, Recursos Minerais, Montado de Sobro, Agroalimentar, Aeronáutica, Energia, Produtos/Serviços do Turismo.

O quarto protocolo assinado foi o da Plataforma para a promoção da Qualificação dos Recursos Humanos Regionais (PlaQuaR), que teve como signatários a “CCDRA, I.P”, a Universidade de Évora e a Fundação Alentejo que tem como objetivo principal o mapeamento, a articulação e a promoção de iniciativas no domínio da qualificação dos recursos humanos na região do Alentejo.

A plataforma, de acordo com a Estratégia Regional de Especialização Inteligente (EREI 2030), visa fomentar a qualificação profissional e o desenvolvimento de competências adequadas às necessidades do mercado de trabalho regional, contribuindo para a valorização dos recursos humanos e o desenvolvimento socioeconómico da região acordado entre as entidades participantes.

Refira-se que no âmbito da EREI 2030 e numa lógica de planeamento e de coordenação, previamente foi criado o Conselho Regional de Inovação do Alentejo, que assume a articulação geral de todos os espaços de interação entre atores e funciona como espaço de mobilização para o trabalho colaborativo no sentido da execução dos objetivos e metas da EREI2030.

Fonte: Nota de Imprensa / CCDR Alentejo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Resultados da Campanha do Banco Alimentar de Évora, nos dias 2 e 3 de dezembro

Sob o mote “A sua ajuda pode ser o que falta à mesa de uma família”, recolheram-se 36.000 …