No âmbito de um protocolo assinado em 2021, entre o Município de Viana do Alentejo e a Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Alcáçovas, está em execução um projeto para a organização, inventariação e acondicionamento adequado da documentação produzida e acumulada pela antiga câmara de Alcáçovas, instituição extinta em 1836.

A intervenção está a ser realizada pela historiadora e arquivista Fátima Farrica e conta com o apoio da Junta de Freguesia de Alcáçovas, que disponibilizou o espaço para a concretização deste trabalho, depois da documentação ter sido transferida da Matriz, onde se encontrava depositada há vários anos.

Com documentação entre 1576 e 1834, este é um dos arquivos municipais com livros de atas mais antigos, uma vez que remontam a 1577.

Posteriormente, será possível a consulta desta documentação pelos investigadores para que se possa saber mais sobre a história de Alcáçovas.

Numa segunda fase do projeto será também salvaguardado o arquivo histórico da própria Paróquia de Alcáçovas.

Fonte: Câmara Municipal de Viana do Alentejo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Veja também

Ghandi e Saramago na Biblioteca Municipal de Montemor-o-Novo

Em mês de celebração do Centenário de José Saramago, o português vencedor do Prémio Nobel …