A Associação Eborae Mvsica realiza, em articulação com a Câmara Municipal de Évora, em Novembro e Dezembro, o XVII Ciclo de Concertos “Música no Inverno” .O ciclo prossegue no dia 1 de dezembro, às 18h00 com um Concerto pelo Coro Ricercare sob a direção de Pedro Teixeira, no Convento dos Remédios, em Evora.

Programa: Salve Regina-Gabriel Jackson    ; Da altura dos sonhos- João Líbano Monteiro ;Las seis cuerdas-Matthew Harris; Serenity – Daniel Elder; Aleluia- Alfredo Teixeira; Es ist ein Ros entsprungen- Jan Sandström; Magnificat(1ª audição em Portugal ) – Ēriks Ešenvalds; Nunc dimittis – Paweł Łukaszewski; Lux Aurumque – Eric Whitacre; Sim, farei (estreia absoluta)- Miguel Jesus.

Esta última obra foi a obra vencedora do Prémio de Composição “2ª Escola de Évora|Eborae Mvsica” cujo júri foi formado pelos seguintes compositores: Eurico Carrapatoso-Presidente, João Nascimento –Membro, e Pedro Faria Gomes – membro.

Coro Ricercare – Desde a sua fundação, o Coro Ricercare dedica grande parte da sua atividade à interpretação de nova música portuguesa, tendo estreado mais de 60 obras de compositores nacionais desde a primeira edição de “Jovens Compositores Portugueses” em 2006, junto com a Orquestra Sinfonietta de Lisboa, o outro agrupamento da Ricercare. Foi criado em 1996 pelos maestros Carlos Caires e Paulo Lourenço, e é dirigido desde 2001 por Pedro Teixeira. Tem vindo a apresentar em concerto e de uma forma sistemática música de compositores portugueses dos séculos XX e XXI, obras que são, na sua grande maioria, interpretadas em primeira audição absoluta. Neste contexto, e desde 2006, tem organizado anualmente o certame “Jovens Compositores Portugueses”, tendo interpretado, em primeira audição absoluta, obras para coro a cappella e para coro e orquestra, em conjunto com a orquestra Sinfonietta de Lisboa. Até hoje, no contexto do certame, apresentou composições inéditas de vários compositores.  No que se refere à discografia, o Coro Ricercare tem tido uma atividade regular e sistemática de gravação e lançamento de vários CD’s, maioritariamente dedicados à música vocal contemporânea portuguesa. O Coro Ricercare foi, em Novembro de 1998, galardoado com o 2º Prémio no Concurso “IIº Certamen Internacional de Corales Polifónicas Ciudad de Sevilla” e, em Dezembro de 1999, obteve o 1º Prémio no Concurso “Certamen Internacional de Villancicos” em Madrid.

Pedro Teixeira – É Mestre em Direcção Coral pela Escola Superior de Música, e ganhou muita da sua experiência performativa como maestro do Grupo Coral de Queluz (2000-2012), do Coro Polifónico “Eborae Mvsica” (1997-2013) e como maestro titular do coro profissional Coro de la Comunidad de Madrid (2012 a 2018) O seu interesse constante na música antiga levou-o a formar no ano 2001 o Officium Ensemble, um grupo profissional dedicado à investigação e interpretação da polifonia portuguesa dos sécs. XVI e XVII. Para além do seu interesse na música antiga, dedica-se à música contemporânea e, como maestro do Coro Ricercare (Lisboa), dirige desde 2001 várias primeiras audições absolutas por temporada. De 2011 a 2014 foi frequentemente convidado pela Fundação Gulbenkian para preparar programas como maestro convidado do Coro Gulbenkian. É professor na Escola Superior de Música de Lisboa e na Escola Superior de Educação de Lisboa. É, desde 1997, diretor artístico das Jornadas Internacionais Escola de Música da Sé de Évora (Eborae Musica), e orienta várias classes de Verão, como por exemplo Victoria 400 em Barcelona (com Peter Phillips, Ivan Moody e Jordi Abelló), e o Curso Internacional de Música Medieval e Renascentista de Morella, onde dirige o atelier de coro e ensemble vocal. Em 2019, com o Coro Ricercare, regressou ao Festival Internacional de Música de Marvão, onde é maestro titular do Marvão Festival Chorus. Em Outubro e Novembro de 2020 dirigiu uma vez mais o Coro Gulbenkian, no Festival Música em São Roque e no Grande Auditório da Fundação Gulbenkian, tendo previstas para 2021 e 2022 várias colaborações como maestro com o Coro da Casa da Música, com o ensemble de música antiga Musica Reservata Barcelona e com o Coro Gulbenkian.

O ciclo prossegue, sempre às 18h00,  dia 4 de dezembro – Trio Piazzolla Lisboa: António Carrilho – Flautas, Catherine Strynckx – Violoncelo e Helena Vasques – Piano; dia 5 Quinteto de Cordas constituído por: Susana Nogueira e Luís Rufo – Violinos, Bruno Correia – Viola d’Arco, Samuel Santos – Violoncelo, Hugo Monteiro – Contrabaixo e terminará no  dia 12 com Concerto de Natal pelo Coro Polifónico “Eborae Mvsica”, dirigido pelo Maestro Emanuel Vieira.

É aconselhável a reserva prévia de bilhetes através de eboraemusica@gmail.comÉ obrigatório o uso de máscara

A Organização é da Associação Eborae Musica entidade financiada pelo Ministério da Cultura- DGArtes, com Co-Produção da Câmara Municipal de Évora, e apoio de: Diário do Sul, A Defesa, Registo, Antena 2, MPMP e Rádio Diana. 

Fonte: Nota de Imprensa / Eborae Música

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Quinteto de Cordas – XVII Ciclo de Concertos “Música no Inverno”

A Associação Eborae Mvsica realiza, em articulação com a Câmara Municipal de Évora, em Nov…