A partir do dia 17 de setembro de 2021, o Museu Professor Joaquim Vermelho será palco da exposição “IP2N4” de Júlio Jorge, Carlos Godinho, Francisco Rato e Joaquim Rosa.

Estes quatro artistas apresentam um trabalho onde se destaca a figura com técnicas picturais variadas (aguarela, acrílico ou óleo) e escultóricas envolventes. As cores, do Alentejo, onde vivem todos, é outra marca que os distingue, por pinceladas fortes ou aguadas e linhas de escultura clássica ou contemporânea. Na diferença acontece a harmonia desta exposição e do grupo. Cada trabalho, ainda que único, torna-se por si o elo de ligação ao colectivo.

O cruzamentos das diversas linhas estéticas e plásticas reforçam a ideia de um discurso único, mas plural nos tamanhos e formas das vinte obras que fazem parte deste colectivo.

Os rostos, os corpos, as idades, as épocas ou as ideias são o pretexto para dialogar com o outro sem que ele desperte, no momento, para tal. Cada obra, de cada artista, está para além dela mesma, pois é acaso de uma história com muitos assuntos lá dentro.

O IP2N4-art mostra no Museu Municipal Joaquim Vermelho, em Estremoz, que a diversidade, nas artes plásticas, é outra das formas de pensar o futuro cultural por onde passam as duas maiores travessias rodoviárias do Alentejo.

Esta exposição estará a decorrer até dia 21 de novembro de 2021.

Fonte: Câmara Municipal de Estremoz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Galeria do Espírito Santo em Moura recebe Exposição Coletiva de pintura

A Galeria do Espírito Santo, em Moura, recebe a partir do dia 4 de setembro uma Exposição …