O CENDREV aproxima-se a passos largos de cumprir meio século de atividade ininterrupta nos âmbitos da criação e difusão cultural. Este mês soma-se mais uma nova produção da companhia, a primeira de 2024, para maiores de 6 anos, com estreia marcada para quinta-feira, dia 14 às 19h00, no Teatro Garcia de Resende, em Évora.

“Teatro às Três Pancadas” é uma obra original de António Torrado da qual serão apresentadas três peças com encenação de Jorge Baião. “Serafim e Malacueco na Corte do Rei Escama”, “As Três Abóboras” e “Os Quatro Pés do Trono” são textos que podem ser encontrados no livro ‘Teatro às Três Pancadas’, obra incluída no Plano Nacional de Leitura. Segundo o autor, estas peças foram inspiradas em histórias tradicionais e contos que, adaptados pelo próprio, desencadearam a sua transformação em obras teatrais.

Em “Teatro às Três Pancadas” uma trupe de saltimbancos caminha de terra em terra para apresentar o seu espetáculo, onde música transforma o caminho em festa. Na carroça que puxam, transportam um mundo imaginário, onde não faltam reis, piratas, ilhas, guardas, palácios, magos, cortesãos, mendigos, camponeses… e “o prazer irresistível de inventar o Teatro”. Entramos assim no mundo da imaginação como se entra num sonho que nos leva a um universo transformador, que nos permite ser o que quisermos. É nesse universo de transformação onde vivem as personagens destas histórias, cujas aventuras pretendem cativar tanto crianças e jovens como os adultos. 
Jorge Baião, encenador

António Torrado nasceu em Lisboa, mas com raízes familiares na Beira Baixa. Foi poeta, ficcionista, dramaturgo, autor de obras de pedagogia e de investigação pediográfica, por excelência um contador de histórias, estando muitos dos seus livros e contos traduzidos em várias línguas. Foi jornalista, editor, professor, produtor principal e chefe do Departamento de Programas Infantis da RTP. A sua bibliografia regista atualmente mais de 120 títulos, onde sobressai a produção literária para crianças, contemplada em 1988, com o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças. Livros seus foram, em 1974 e 1996, incluídos na Lista de Honra do IBBY – Internacional Board on Books for Young People. Segundo o crítico e investigador José António Gomes, “Torrado impôs-se como uma das figuras de maior relevo da nossa literatura do pós-25 de abril e dificilmente se encontrará hoje um autor que, de forma tão equilibrada, saiba dosear em livro o humor, a crítica e os sinais de um profundo conhecimento do imaginário infantil.”

Este espetáculo estreia quinta-feira, dia 14, às 19h00 no Teatro Garcia de Resende em Évora, e estará em cena até dia 24 deste mês. Com sessões de quarta a sábado, às 19h00, domingos às 16h00 e sessões com tradução em língua gestual portuguesa nos dias 16 e 23.  
Haverá ainda três sessões para escolas nos dias 20, 21 e 22 às 11h00. 

Ficha Técnica:

AUTOR: António Torrado
INTERPRETAÇÃO: Beatriz Sousa, Fabrisio Canifa, Ivo Luz, Luís Bonito e Maria Marrafa
ENCENAÇÃO: Jorge Baião
CENÁRIO, FIGURINOS E ADEREÇOS : Filipa Malva
MÚSICA E AMBIENTE SONORO: António Bexiga
DESENHO DE LUZ : António Rebocho
OPERAÇÃO LUZ E SOM: Beatriz Sousa
TRADUÇÃO LGP: Associação de Surdos de Évora – Núria Galinha
FOTOGRAFIA E VÍDEO: Carolina Lecoq
DESIGN GRÁFICO: Alexandra Mariano
EXECUÇÃO DE FIGURINOS : Adozinda Cunha e Eliana Valentine
EXECUÇÃO DE CENÁRIO: Serralharia Pedro & Pegacho, Lda e Tomé Baixinho
APOIO EXECUÇÃO DE ADEREÇOS E CENÁRIO: Coletivo de atores
COMUNICAÇÃO: Helena Estanislau
DIREÇÃO TÉCNICA: António Rebocho
DIREÇÃO DE PRODUÇÃO: Cláudia Silvano
PRODUÇÃO EXECUTIVA E DIREÇÃO DE CENA: Beatriz Sousa
APOIO ADMINISTRATIVO: Inês Guerra
APOIO TÉCNICO DA EQUIPA DO TGR: Ana Duarte, Carlos Mavioso, Margarida Mouro, Miguel Madeira, Paulo Carocho e Tomé Baixinho
DISTRIBUIÇÃO: Vítor Fialho
LIMPEZA: Fernanda Rochinha
ESTÁGIO DO CURSO PROFISSIONAL DE ARTES DO ESPETÁCULO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DOS TEMPLÁRIOS D E TOMAR: Daniela Santos
AGRADECIMENTOS : Câmara Municipal de Évora, Centro de Recursos do Património Cultural Imaterial Municipal, Do Imaginário – Associação Cultural, José Baltazar, Sociedade Filarmónica Progresso Matos Galamba e Sol Luz. 

14 a 24 de março, quarta a sábado às 19h00, domingos às 16h00 

dias 16 e 23 sessões com tradução em língua gestual portuguesa   

sessões para escolas mediante para marcação nos dias 20, 21 e 22 às 11h00 

Sala Principal do Teatro Garcia de Resende

55’ M/6

Bilhete: pago

(+351) 266 703 112 / [email protected] / www.bol.pt

Fonte: Nota de Imprensa /  Centro Dramático de Évora (CENDREV)

Secção de comentários fechada.

Veja também

UÉ com papel preponderante na aprovação da Rota Europeia das Farmácias Históricas e dos Jardins Medicinais

Foi recentemente divulgada a aprovação da prestigiada certificação de Rota Cultural do Con…