O Município de Reguengos de Monsaraz vai inaugurar no dia 23 de fevereiro, pelas 11h, o Parque de Valorização de Resíduos do Álamo. Com esta infraestrutura, a autarquia estima aumentar a receção de resíduos verdes em 100 toneladas por ano, quase duplicando a recolha seletiva destes resíduos, que é atualmente de 130 toneladas por ano.

A obra representa um investimento municipal de cerca de 73 mil euros, apoiado em mais de 95 por cento pelo Programa RecolhaBio – CIMAC do Fundo Ambiental. Nesta fase vai começar a funcionar o parque para receção de verdes a granel com uma plataforma impermeabilizada de 300 metros quadrados, para promover a sua valorização local e criar sinergias com a infraestrutura em alta gerida pela Gesamb.

O Parque de Valorização de Resíduos do Álamo está localizado junto à Estação de Transferência de Reguengos de Monsaraz e visa responder às necessidades dos utilizadores domésticos e não domésticos para facilitar a recolha e a descarga de resíduos verdes e biorresíduos em grandes quantidades. Desta forma promove-se a gestão sustentável e a economia circular, mitigando impactos negativos no meio ambiente.

No âmbito da estratégia municipal 2030 para a recolha de biorresíduos, quando abrirem as candidaturas ao Fundo Ambiental ou ao Programa Operacional Regional 2030, a autarquia quer criar um parque para a receção de resíduos orgânicos para receber a recolha de proximidade. Na terceira fase, que avançará se existirem todas as condições para a sua implementação, pretende-se instalar uma unidade de compostagem municipal, com um centro de mistura e uma linha de compostagem para valorização dos verdes e dos orgânicos recolhidos.

Fonte: Nota de Imprensa / Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz

Secção de comentários fechada.

Veja também

“Projetos do Programa Ambiente para Adaptação Climática” foram debatidos na CCDRA, I.P.

A Secretaria-Geral do Ambiente promoveu, no passado dia 23 de maio no auditório da CCDR Al…