O Imovirtual, portal imobiliário de referência, divulga um novo estudo focado na comparação entre a procura vs a oferta, ao longo dos últimos três meses – novembro, dezembro e janeiro. O portal imobiliário analisou a diferença entre os valores das casas anunciados e comparou-os com o valor que as pessoas estão a procurar no portal.

Relativamente à venda de habitações, comprar uma casa está 68% mais caro do que o valor procurado. Nos últimos três meses, a nível nacional, comprar uma habitação custa em média 322 450€, sendo que as pessoas pesquisam por casas no valor médio de 192 500€. 

Faro (50%), Viseu (38%), Aveiro (40%) e Leiria (39%) são os distritos com maior discrepância entre os preços anunciados no mercado e os valores procurados pelos utilizadores e são, atualmente, a principal razão para que exista uma diferença nacional tão grande entre a procura e a oferta. Em Faro procuram por 260 000€ e custam, em média, 390 000€, em Aveiro procuram por 200 000€ e a oferta está em 279 000€ e em Leiria, procuram por 180 000€ e na realidade custa, em média, 250 000€. 

Enquanto Bragança (5%), Castelo Branco (10%), Santarém (13%), e Évora (15%) são os distritos em que valores entre a oferta e procura estão mais reduzidos. Comprar uma casa em Bragança custa, em média, 115 000€ e os utilizadores procuraram por valores muito semelhantes: 110 000€. Em Castelo Branco está a ser anunciado, em média, por 110 000€ e as pessoas procuram por 100 000€, em Santarém a oferta ronda, em média, os 170 000€ e a procura está nos 150 000€. Em Évora acontece o mesmo,comprar custa, em média, 160 850€ e os utilizadores procuram por 140 000€.

Já a Guarda (-15%), Beja (-15%) e Portalegre (-4%) são os únicos distritos em que os preços médios da procura são superiores aos da oferta. Os utilizadoresprocuram, na Guarda, por 100 000€ e está a ser anunciado, em média, por 85 000€, em Beja procuram por 120 000€ e a oferta ronda os 102 000€. Em Portalegre acontece o mesmo, o preço médio que procuram ronda os 80 000€ e a oferta anda em torno dos 77 000€.

Quanto às ilhas, existem as duas realidades: nos Açores (-15%), os valores de procura são superiores aos da oferta, no qual os utilizadores procuram, em média, por casas a custar cerca de 200 000€, e estão a ser anunciadas, em média, por 169 880€. Em contrapartida, na Madeira, acontece o oposto – o preço médio das casas está em torno dos 385 000€ e as pessoas procuram por 250 000€, o que representa uma diferença de 54%.

Relativamente ao número de pesquisas por região, tirando Lisboa Porto – que são o top 2, verificou-se uma maior pesquisa pelos seguintes distritos: Setúbal, BragaAveiro

DistritoPreço procuradoPreço anunciadoDiferença
Açores200.000169.880-15%
Aveiro200.000279.00040%
Beja120.000102.000-15%
Braga200.000265.00033%
Bragança110.000115.0005%
Castelo Branco100.000110.00010%
Coimbra150.000196.00031%
Évora140.000160.85015%
Faro260.000390.00050%
Guarda100.00085.000-15%
Leiria180.000250.00039%
Lisboa290.000385.00033%
Madeira250.000385.00054%
Portalegre80.00077.000-4%
Porto225.000300.00033%
Santarém150.000170.00013%
Setúbal250.000325.00030%
Viana do Castelo190.000240.00026%
Vila Real122.5000149.90022%
Viseu120.0000165.00038%
Total192.5000322.45068%

Fonte: Nota de Imprensa / Imovirtual

Secção de comentários fechada.

Veja também

Apesar dos preços das casas estarem a estabilizar, Évora e Portalegre tiveram aumentos na renda, em Abril, de 29% e 14%, respetivamente

O Imovirtual, portal imobiliário de referência, divulga, hoje, o seu barómetro relativo à …