Tradição e inovação caracterizaram a Gala do Festival da Primavera, assinalando a chegada do Ano Novo Chinês – Ano do Dragão, na passada sexta-feira (dia 9). Uma Gala transmitida para todo o Mundo pelo Grupo de Media da China (CMG, na sigla em inglês), e a que assistiram muitos milhões de pessoas.

Sendo o programa chinês de televisão mais visto, a Gala, cuja primeira transmissão aconteceu em 1983, tornou-se numa tradição. Este ano, a transmissão em directo atingiu novos recordes, tanto no número de espectadores, como no total de visualizações. À meia-noite de 9 de fevereiro, havia atraído 679 milhões de espectadores, com o número total de visualizações a atingir as 1,5 mil milhões – um aumento de 12,69% em relação ao ano passado.

O número de visualizações em telemóveis ascendeu aos 420 milhões – mais 58 por cento do que o ano passado. E os comentários nas redes sociais em torno da Gala aumentaram para 16 mil milhões – cerca de 60 por cento mais do que no ano anterior.

Este ano, a Gala apresentou uma mistura de performances, desde música, comédia e artes tradicionais como ópera e artes marciais, até números espetaculares nos campos da magia e das acrobacias. Recorreu também a tecnologias de ponta, como realidade aumentada e de interação imersiva no palco, para enriquecer a experiência dos telespectadores.

O espetáculo Brocado do Ano Novo combinou, de forma muito criativa, música com avançada tecnologia virtual, transformando símbolos representativos da China antiga numa exibição que prendeu a atenção dos telespectadores e lhes proporcionou, ao mesmo tempo, um “desfile à moda antiga”.

A dança “Koi Carp” incorporou inteligência artificial e realidade aumentada, com dançarinas suspensas por cabos para imitar, com grande realismo, os movimentos da carpa, num cenário de água ondulante e efeitos de luz cintilantes.

Outro destaque da Gala foi a sua interessante narrativa, focando a vida de pessoas comuns, desde os seus desafios até aos seus momentos felizes, e recriando cenas da vida quotidiana. Por exemplo, o projeto “A Gala do Festival da Primavera está à sua espera”, que convidou pessoas comuns que se tornaram influenciadores da Internet para participar, foi outro dos pontos altos da Gala deste ano.

Pessoas de diversas origens e profissões ocuparam o palco principal da Gala, compartilhando as suas histórias no curta-metragem de abertura e despertando esperanças de um futuro melhor.

A projecção da Gala em todo o Mundo atingiu novos patamares este ano, pois a CMG transmitiu-a através dos seus canais em inglês, espanhol, francês, árabe e russo, bem como nas plataformas digitais e redes sociais em 68 idiomas, em parceria com mais de 2.100 meios de comunicação em 200 países e regiões.

Para além do mais, a Gala foi exibida em mais de 3 mil ecrãs gigantes colocados em locais públicos de 90 cidades de vários países de todos os continentes, permitindo que pessoas de todo o mundo vivenciassem o encanto único do Festival da Primavera da China e da cultura chinesa.

Publicidade: Centro de Programas de Línguas da Europa e América Latina da China

Secção de comentários fechada.

Veja também

Relações China-Austrália voltam ao caminho certo

Os dois países emitiram a Declaração Conjunta sobre os Resultados da Reunião Anual dos Pri…