“O agrovoltaico poderia, por si só, ultrapassar os objetivos fotovoltaicos da União Europeia (UE) para 2030”, afirma o Joint Research Centre da Comissão Europeia, “a combinação da agricultura com a produção de eletricidade solar fotovoltaica – conhecida como agrovoltaico – em apenas 1% da superfície agrícola utilizada  da UE poderia ajudar a ultrapassar os objetivos da UE para 2030 – 720 GW – para a produção de energia solar.

O seminário “Agrovoltaico: Transição Energética e Produção Agrícola” terá lugar no próximo dia 7 de fevereiro, pelas 15h, no Colégio Luís António Verney, em Évora e pretende dar a conhecer o potencial dos modelos agrovoltaicos, bem como as oportunidades e os desafios que a sua adoção implicam.

Participação gratuita, mais informação e inscrições: https://qrco.de/agrovoltep_spt

Este seminário é organizado pela Universidade de Évora, CIMAC e pela Make it Better, em associação com a Fundação MUSOL, município de Arroyo de la Luz e Associação Objetivos, no âmbito da iniciativa AGROVOLTEP (cofinanciada pela EU através do Programa Interreg VI-A España-PortugalPOCTEP2021-2027).

Fonte: Nota de Imprensa / Universidade de Évora

Secção de comentários fechada.

Veja também

CIMAC promoveu sessão sobre concessões de redes de distribuição de eletricidade em baixa tensão

De modo a prestar informação sobre os procedimentos de concurso público para a atribuição …