A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), realizou, ontem, através da Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal com o apoio da Unidade Regional do Sul, diversas ações de fiscalização na sequência de diligências de inquérito no âmbito do combate a ilícitos criminais contra a saúde pública, direcionadas ao abate clandestino de animais, nos concelhos de Loures, Mafra e Lisboa.

Como balanço da operação, durante a qual foram cumpridos 2 mandados de busca domiciliária (incluindo uma exploração pecuária), 8 mandados de busca não domiciliária, 1 mandado de pesquisa digital (1 equipamento eletrónico) e fiscalizados 3 talhos, foram apreendidos cerca de 6.600,00 kilos de produtos cárneos, essencialmente carcaças de caprinos, no valor de cerca de 58.000,00 Euros, bem como a quantia de 11.470,00€ em numerário, suspeita de ser resultado da atividade ilícita desenvolvida.

Foi ainda apreendida uma caçadeira de calibre 12 e 37 cartuchos do mesmo calibre, bem como um revólver de calibre 22 municiado com 6 munições e 38 munições do mesmo calibre.

Após realização de perícia foi determinado tratar-se de carne proveniente de abate clandestino e/ou anormal avariado e/ou corrupto, e/ou sem rastreabilidade.

Em sequência foram constituídos arguidos dois indivíduos, tendo sido sujeitos a Termo de Identidade e Residência (TIR).

A ASAE continuará a desenvolver ações de fiscalização, no âmbito das suas competências, em todo o território nacional, em prol de uma sã e leal concorrência entre operadores económicos, na salvaguarda da segurança alimentar e saúde pública dos consumidores.

Fonte: Nota de Imprensa / Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

ASAE suspende 7 estabelecimentos e instaura 14 processos em Lisboa e Algarve

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), através da Unidade Regional do Sul…