Com o lema de «Colaborar faz toda a diferença», realizou-se nas instalações da CCDRA, IP, um dia de reflexão sobre dois projetos liderados pela CCDRA, IP, com o objetivo de reforçar e capacitar as redes regionais de parceiros nos domínios da Educação e das Politicas Sociais.

Os dois projetos, Rede para o acesso aos Serviços de Interesse Geral e Rede para a promoção da Qualificação e do Conhecimento, que tiveram o apoio do Alentejo 2020, foram desenvolvidos ao longo de 3 anos, num de trabalho em parceria, envolvendo um conjunto de organizações relevantes para o desenvolvimento do território, contando com a intervenção de dez entidades.

Numa lógica de colaboração e trabalho partilhado, estas dez entidades, CCDRA,IP, Universidade de Évora, as 5 Comunidade Intermunicipais, a ADRAL, o IPAV – Instituto Padre António Vieira e o PACT – Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, procuraram melhorar as capacidades dos agentes regionais com atribuições e competências nos domínios da educação, da aprendizagem ao longo da vida, da formação, do emprego e das políticas sociais, inclusive através de pactos setoriais e territoriais de preparação de reformas a nível local, regional e nacional.

O Presidente da CCDRA, IP, António Ceia da Silva, na abertura dos trabalhos do Seminário “Trabalho Colaborativo, Promotor de um Alentejo Mais Coeso” referiu “A redução das desigualdades constitui uma prioridade, nomeadamente no que respeita ao combate às disparidades regionais e à promoção de um desenvolvimento equilibrado dos territórios pelo que temos sempre presente o compromisso de implementarmos políticas públicas especialmente dirigidas à correção das assimetrias regionais. O nosso trabalho, na CCDRA, IP, pretende convergir neste princípio”.

De referir que no âmbito das suas atribuições, a CCDRA, IP, deve fomentar parcerias entre agentes regionais, desenvolver estudos de articulação de políticas setoriais no espaço regional e elaborar programas integrados visando a coesão e a competitividade territoriais e foi nesse contexto que surgiram as duas Redes onde foram promovidos pelos vários parceiros, um conjunto de estudos envolvendo as temáticas referenciadas, numa perspetiva de encontrar novos desafios para a Região, promotores de um Alentejo mais coeso e mais desenvolvido.

O Programa Operacional Regional ALENTEJO 2020 permitiu, nos 2 projetos, um investimento total de 2,9M€ que corresponde a 2,5M€ de comparticipação no âmbito do Reforço e Capacitação de Redes Regionais integrado no domínio temático da Competitividade e Internacionalização, tornando possível a concretização de 55 ações, concretizadas pelos vários parceiros, com recurso a uma metodologia trabalho colaborativo, numa perspetiva de visão integrada do território.

Fonte: Nota de Imprensa / CCDR Alentejo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Projeto da UÉ com resultados no domínio do tratamento de água e do sector agroindustrial

No âmbito das ações do projeto Europeu LIFE, LIFE BIOAs - “Removal of As from water using …