Está inaugurada a Feira da Luz/Expomor 2023. Até segunda-feira, o certame é uma “montra” das potencialidades de Montemor-o-Novo, desde as atividades económicas à cultura, passando pelo mundo rural, pelas instituições ou pelo desporto, sempre com muita animação.

Diferentes gerações reúnem-se nestes dias no Parque de Exposições e Feiras de Montemor-o-Novo, sendo também uma oportunidade para potenciar os negócios dos agentes do concelho e da região.

Resultando de uma parceria entre o município local e a APORMOR (Associação de Produtores de Bovinos, Ovinos e Caprinos da Região de Montemor-o-Novo), o evento inclui diversas iniciativas. Especial destaque para os concertos, em diferentes palcos, mas também para as exposições, o Espaço das Freguesias, a mostra institucional, as tasquinhas ou os divertimentos.

Indissociável é também a promoção do mundo rural, apresentando esta feira “a maior mostra do país de animais do sistema forrageiro extensivo”, havendo ainda diversos concursos de gado, leilões, colóquios e outras iniciativas relacionadas com o setor agrícola e agropecuário.

A cerimónia de inauguração da Feira da Luz/Expomor decorreu na quarta-feira à noite, com a atuação da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Montemor-o-Novo e da Banda Filarmónica da Casa do Povo de Cabrela, sendo ainda convidado o fadista João Paulo Marques.

Seguiram-se os discursos proferidos pelo presidente da APORMOR, Joaquim Capoulas; o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo, António Ceia da Silva; e do presidente da Câmara de Montemor-o-Novo, Olímpio Galvão.

À margem da sessão, o presidente do município disse aos jornalistas que “todos querem mostrar o seu melhor na Feira da Luz/Expomor”, exemplificando com os produtores de gado, mas também com as associações.

A esse respeito, Olímpio Galvão frisou que “fazem questão de estar aqui e mostrar o orgulho pelo seu trabalho diário, bem como a sua importância para a sociedade montemorense”.

O autarca reforçou que “é uma grande mostra do orgulho que é a ser de Montemor-o-Novo, ser alentejano e de trabalhar para o desenvolvimento deste concelho”.

Adiantou ainda que o investimento para este certame “ronda sempre um milhão de euros”, realçando também a parceria entre o município e a APORMOR. “Não faz sentido haver Feira da Luz sem Expomor, nem Expomor sem Feira da Luz”, referiu, adiantando que “até há a boa vontade de ambas as partes, nomeadamente da APORMOR, de vir a chamar apenas Feira da Luz, que é a tradição que vem desde o século XV”.

Por sua vez, o presidente da APORMOR evidenciou que, “contra todas as minhas expectativas, os produtores das espécies pecuárias vieram em massa novamente à Feira da Luz/Expomor”, lembrando que “Montemor-o-Novo é o ponto de encontro de todas as espécies da pecuária extensiva”.

Joaquim Capoulas admitiu que, “este ano, a expectativa estava muito baixa por causa da seca e da desmotivação porque os criadores não sentem apoio por parte das entidades responsáveis”, constatando que, “até pensávamos que não possível superar a dimensão e o êxito do ano passado, mas o que está aqui ultrapassa a edição anterior”.

Precisou ainda que “o levantamento que fizemos antes da inauguração contabilizava 1057 animais, nomeadamente bovinos, ovinos, caprinos, equinos, suínos, entre outras espécies”.

Pode ver a reportagem vídeo no seguinte link:
https://www.youtube.com/watch?v=wH0LvcRgUlA&t=14s

Texto: Redação DS / Marina Pardal
Fotos: DS

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

IKEA chegou a Évora com a abertura de um Estúdio de Planificação e Encomenda

O nome “IKEIA”, ou “IKEÁ”, consoante a forma como se pronuncia, começou a fazer parte da v…