O Conselho de Ministros autorizou a compra de 29 mil equipamentos informáticos para as assembleias de voto, até ao montante máximo de 23.200.000 euros (acrescidos de IVA), no âmbito da desmaterialização dos cadernos eleitorais já nas eleições europeias de 2024.

Esta autorização permitirá à Secretaria Geral do Ministério da Administração Interna – a quem compete a organização dos processos eleitorais de âmbito regional, nacional e da União Europeia -, dotar as 13.500 assembleias de voto constituídas com os equipamentos informáticos necessários para que a eleição de 9 de junho do próximo ano para o Parlamento Europeu ocorra já sem cadernos eleitorais físicos.

O objetivo é que nesse ato eleitoral seja possível a utilização de cadernos eleitorais desmaterializados em todas as assembleias de voto, ou seja, uma versão digital em computador.

O que permitirá agilizar o direito de voto, exercer o exercício do direito de voto em mobilidade, no dia da eleição, em qualquer mesa de voto constituída.

Há ainda um conjunto de medidas já em curso para implementação destes cadernos, como sejam a preparação de cursos de formação online e gratuitos para os cerca de 67.500 membros das mesas que normalmente apoiam as eleições a nível nacional.

Fonte: Nota de Imprensa / Administração Interna

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

AgdA – Águas Públicas do Alentejo conclui intervenções nos concelhos de Aljustrel, Grândola, Santiago do Cacém e Odemira

AgdA – Águas Públicas do Alentejo, S.A. concluiu uma série de  investimentos, no montante …