Descrever as transformações na organização do espaço agrário e atividade económica em torno do setor primário no Baixo Alentejo , entre os séculos XVI e XIX, é o objetivo da próxima conferência do ciclo TERRA E PAISAGENS NO SUL, a realizar em Beja, no Núcleo Museológico da Rua do Sembrano, amanhã, dia 22 de junho, pelas 21h30. 

Sob o título ESTRUTURAS AGROPECUÁRIAS E FORMAS DE EXPLORAÇÃO ECONÓMICA NO BAIXO ALENTEJO (SÉCULOS XVI-XIX), os historiadores Leonardo Aboim Pires e Carlos Manuel Faísca, vão falar sobre uma época em que a produção de cereais, sobretudo, o trigo, teve um lugar preponderante, para além de outras culturas, como a olivícola e a vinícola,  associando a evolução do setor agroflorestal às diferentes conjunturas políticas, económicas e sociais. 

A entrada é livre e terá transmissão em direto pelo canal do youtube da Câmara Municipal de Beja em: https://www.youtube.com/@CMBeja/streams  

O ciclo de conferências “Terra e Paisagens no Sul” resulta de uma parceria entre a EDIA, a Câmara Municipal de Beja e a Direção Regional de Cultura do Alentejo e conta com o apoio da Associação para a Defesa do Património Cultural da Região de Beja e da Universidade Sénior de Beja. 

Fonte: Nota de Imprensa / EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva, S.A.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

CCDR Alentejo presente na 40a edição da Ovibeja

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, I.P e o Alentejo 2030, e…