Doutoramento em Teoria Política, Relações Internacionais e Direitos Humanos, recém-criado em parceria pelas Universidades de Évora e dos Açores, distingue-se pela centralidade que dá às questões da cidadania e direitos humanos, contextualizadas no sistema internacional, áreas que assumem crescente relevância na conjuntura atual.

 “Nele convergem professores e investigadores de ambas as universidades, integrados em centros de investigação muito bem avaliados, com simultâneas experiência e juventude.” assinala o diretor do Doutoramento, Silvério Rocha e Cunha, Professor Catedrático do Departamento de Economia da Universidade de Évora e coordenador do Centro de Investigação em Ciência Política (CICP) acrescentando que este doutoramento “vem culminar fileiras de ensino de licenciatura e mestrado no âmbito da área de formação em “Ciência Política e Cidadania” (área 313 do CNAEF), que abarca um conjunto de subtemas de suma importância no mundo em que vivemos, tais como os direitos humanos, os desafios que se colocam aos sistemas políticos, ao sistema internacional, à paz e à guerra, co-implicações a que obriga uma globalização em grande medida desregrada, que provoca dificuldades nos relacionamentos entre unidades políticas, povos e culturas.”

Para Silvério Rocha e Cunha pretende-se “contribuir para a investigação avançada de que as sociedades complexas tanto necessitam para enfrentar o seu destino afinal comum. É também um contributo para o desenvolvimento de uma nova geração de especialistas portugueses em ciências políticas aptos para uma compreensão extensa e intensa, original e inovadora, dos valores de um mundo comum de que Portugal e a Europa devem ser portadores no século XXI”.  

Com o apoio de um corpo docente com elevada competência científica e disciplinar e ancorada na sólida experiência de investigação inserida em Centros de Investigação de Excelência, este doutoramento visa desenvolver um profundo conhecimento teórico, que de forma versátil e transdisciplinar, impulsione o desenvolvimento de análises críticas, que representam um contributo inovador e consistente na investigação a nível nacional e internacional.

Biopolítica e Direitos Humanos, Direito Internacional dos Direitos Humanos, Geopolítica e Ordem Mundial fazem parte do plano de estudos deste Programa de Doutoramento que permite enveredar pelas áreas da docência, da investigação científica, da consultadoria especializada em organismos e instituições europeias e internacionais, funcionalismo superior do Estado, think tanks, ou junto de organismos especializados em políticas públicas, permitindo ainda seguir a área da diplomacia ou trabalhar em ONG’s.

Estão abertas candidaturas até 27 de janeiro para candidatos com nacionalidade de países da União Europeia (12) e candidatos com nacionalidade de países que não integram a União Europeia (5) em regime de lecionação B-learning e o regime de frequência Misto.

Fonte: Nota de Imprensa / Universidade de Évora

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Escola de Saúde e Desenvolvimento Humano da UÉ reforça vontade de abrir curso de Medicina

Foi no dia 22 de abril que a Escola de Saúde e Desenvolvimento Humano (ESDH) da Universida…