• Participação portuguesa no projeto arrecadou dois prémios: o primeiro lugar e o prémio eloquência no concurso final “The Blue Business Plan Competition”;
  • O Blue Growth Book oferece uma visão atual sobre os impulsores e oportunidades mais relevantes na economia azul na região do mediterrânio na atualidade;
  • Criação de rede europeia para o desenvolvimento dos sectores da economia azul com clusters de Portugal, Espanha e Itália;

Depois de 48 meses de trabalho, o projeto MISTRAL chegou ao fim com a realização do encontro dinal que decorreu em Roma em maio último. Desenvolvido no âmbito do Programa Interreg MED, cofinanciado pelo fundo europeu para o desenvolvimento regional, teve como objetivo principal a promoção e implementação do ecossistema transnacional de inovação Blue Growth com o esforço conjunto de Organizações de Investigação e Tecnologia (RTOs), Organismos Públicos e Clusters relacionados com o mar e a tecnologia.

A ADRAL, Agência de Desenvolvimento da Região Alentejo participou neste projeto tendo a CCDR Alentejo como parceiro associado, constituindo-se como a única entidade parceira portuguesa do mesmo.

Neste período, e apesar das restrições da Covid, foram realizados concursos de ideias de negócio e eventos de matchmaking para partilhar e transferir conhecimentos e tecnologias e foram recolhidos contributos concretos de empresas, centros de investigação, agências, autoridades públicas, cada uma contribuindo para moldar um possível Mediterrâneo do futuro: mais sustentável, competitivo, inovador e integrado.

A Economia Azul desempenha um papel fundamental para o desenvolvimento da economia na região mediterrânica, pelo enorme potencial de inovação e de desenvolvimento sustentável que aporta. Atualmente, na União Europeia, representa 5,4 milhões de empregos e um valor acrescentado bruto de aproximadamente 500 mil milhões de euros por ano. Em Portugal, representa 5,1% do Produto Interno Bruto (PIB) e 4,1% do emprego, segundo dados deste ano da Direção-Geral de Política do Mar (DGPM).

«Passaram quatro anos desde o inico do Projeto MISTRAL e são muitos os resultados alcançados. Entre outros, destacamos a publicação do Livro Azul MISTRAL (link), que analisou as oportunidades e os fatores potenciais de inovação na área da economia azul, mobilizando, 316 empresas da região do mediterrâneo, mas de diferentes países e sectores económicos. Importa também destacar os vários concursos de ideias de negócio realizados na área do crescimento azul, primeiramente a nível regional e nacional em cada uma das regiões dos países participantes, e numa segunda fase foi organizado um concurso final internacional entre os premiados da primeira fase nas várias regiões. Neste concurso internacional, Portugal esteve em destaque com dois projetos premiados: O Subtrophi de Frank Neumann, foi o vencedor do “The Blue Growth Elevator Pitch Competition” e o projeto “Oceanário XR” de Ana Portada recebeu a distinção de eloquência», refere Alexandra Correia, Coordenadora do Projeto MISTRAL e do Departamento de Desenvolvimento e Cooperação da ADRAL.

Que acrescenta «todo o trabalho em rede foi fundamental para a concretização do projeto, tanto a nível internacional como nacional. Realço o apoio e empenho da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo e da Câmara Municipal de Sines, que integraram desde o início este projeto pela visão que têm do potencial da economia azul para a região Alentejo.  O Fórum Oceano foi a outra entidade que se envolveu desde o início, tendo um papel determinante na assinatura de um protocolo que resultou na criação de uma rede para o desenvolvimento dos sectores da economia azul com clusters de Espanha e Itália».

O evento final do projeto Mistral realizou-se em Roma, desse encontro foram apontados os seguintes resultados:

  • Realização a avaliação e levantamento dos desafios e oportunidades para uma Economia Azul na região mediterrânica;
  • Identificação de um conjunto de ações orientadas para a inovação de alto nível para proporcionar o máximo de impacto e, assim, abrir oportunidades para as partes interessadas;
  • Identificação de boas práticas assim como de ferramentas para aumentar a capacidade dos atores da Economia Azul para criar sinergias;
  • Recomendações políticas para a transferibilidade;

Projetos Portugueses Premiados no “The Blue Growth Elevator Pitch Competition”:

SubTrophi de Frank Neumann (Alentejo) -Vendedor da competição final

Projeto de desenvolvimento e teste de um sistema de cultivo em mar aberto, para espécies de troficidade baixa, ou seja, espécies num nível relativamente baixo na cadeia alimentara SubTrophi pretende contribuir para tornar a grande parte da costa portuguesa em zonas potencias de cultivo de espécies inovadoras, sustentáveis e de menor risco económico e ecológico que cultivo de peixe. A proposta é não apenas desenvolver um produto, mas sim um serviço integrado de desenho de estrutura, operações (logística de recolha), implementação e acompanhamento (inspeção, manutenção) destes sistemas.

Oceanário XR” de Ana Portada (Alentejo) – Prémio Eloquência

Criação de Espaço de aprendizagem e entretenimento recriando ambientes geológicos e vida animal submarina na região alentejana em realidade virtual.

Pode fazer aqui o download Mistral Blue Growth Book.

Fonte: Nota de Imprensa

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Insolvências aumentam 56% em janeiro de 2024

O primeiro mês de 2024 regista um aumento nas insolvências, com mais 159 empresas insolven…