A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo, em parceria com os municípios de Montemor-o-Novo, Reguengos de Monsaraz, Vendas Novas, Moura, Beja, Mértola e Odemira e também com a colaboração do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), tem estado a desenvolver o projeto Transporte a Pedido, cujo objetivo é disponibilizar uma solução de “Mobilidade Como Serviço” em territórios de muito baixa densidade e garantir uma resposta adequada e complementar às necessidades dos cidadãos. Procura-se com este projeto garantir as acessibilidades a toda a população que até hoje não dispõe de proximidade a transportes públicos, complementando os serviços existentes e nunca se sobrepondo à oferta existente. O projeto pretende aumentar a cobertura da rede de transportes coletivos existente, proporcionando uma oferta em áreas e/ou períodos do dia ou ano nos quais esta oferta não existe ou é insuficiente.

A integração do HESE no âmbito do projeto, no respeito pela sua especificidade, permite, numa lógica de complementaridade da Unidade de Hospitalização Domiciliária Polivalente já implementada, reforçar a aproximação entre o Hospital e os seus utentes e, ainda, maximizar o aproveitamento das deslocações a realizar para melhorar as condições de acessibilidade das populações, num contexto de contenção de custos e de ganhos energéticos e ambientais.

Todo o conceito assenta em duas grandes componentes, uma plataforma eletrónica (desenvolvida pela empresa Expandiserve – Sistemas de informação, SA) e um serviço de atendimento e reservas.

Tendo presente que a redução das emissões de gases com efeito de estufa para a atmosfera é uma forma de promover a melhoria da qualidade do ar, a Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL), entidade onde se encontra alojado o serviço de atendimento e reservas, estabeleceu uma parceria com a Nissan Portugal, tendo esta disponibilizado uma viatura elétrica.

Este veículo irá ser utilizado pelos operadores de transporte do Município de Vendas Novas, durante um período de dois meses, apenas no âmbito dos serviços solicitados através do projeto Transporte a Pedido. A viatura será também colocada à disposição do HESE, tendo como objetivo o transporte de equipas médicas que efetuam visitas domiciliárias. Posteriormente, será efetuada uma análise no que concerne à poupança de combustíveis fosseis e à redução de emissões de gases.

O projeto já se encontra a funcionar no concelho de Reguengos de Monsaraz e, no dia 12 de janeiro, decorreu uma sessão de lançamento do mesmo em Vendas Novas, tendo sido apresentada a viatura elétrica.

Fonte: CCDR Alentejo / Nota de imprensa

Foto: Município de Vendas Novas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Veja também

Câmara Municipal de Évora e Junta de Freguesia de São Bento do Mato procuram soluções para a melhoria da rede viária e da circulação no perímetro urbano da Azaruja

No passado dia 22 de fevereiro, na sede da Junta de Freguesia, decorreu uma reunião entre …