A Associação Eborae Musica promoveu a ópera “Porgy & Bess” no dia 24 de outubro, às 18h00 no Teatro Garcia de Resende, em Évora, que decorreu com grande Sucesso. A direção foi do Maestro Paulo Lourenço.

Participaram nesta ópera os seguintes solistas: Manuel Rebelo (Porgy), Sandra Medeiros (Bess), Bruno Almeida (Sporting Life), André Henriques (Crown/Jake), Filipa Passos (Serena/Clara), Fátima Nunes (Strawberry Woman).

No Grupo de Câmara participaram: Francisco Sassetti (piano), Nelson Caetano (clarinete), Hugo Monteiro (contrabaixo), André Castro (percussão).

O Coro foi constituído por elementos do Coro Polifónico “Eborae Mvsica”, direção de Eduardo Martins e o Coro do Festival de Verão (Coro Participativo) num total de 66 coralistas.

Porgy and Bess é uma ópera da autoria do compositor Americano George Gershwin, com libretto escrito por DuBose Heyward e por Ira Gershwin. Porgy and Bess teve a sua primeira apresentação em Boston em setembro de 1935, antes de seguir para a Broadway na cidade de Nova Iorque, com um elenco de bons cantores afro-americanos – uma arrojada escolha na altura. Após uma receção inicial impopular uma produção da Grande Ópera de Houston obteve grande popularidade e é uma das óperas mais conhecidas e mais frequentemente interpretadas.

Esta Ópera também teve grande Sucesso nesta apresentação no Teatro Garcia de Resende, tendo sido do agrado do público que aplaudiu de pé e estrondosamente durante longo tempo.

No final todos os intervenientes, Maestros, solistas, instrumentistas e coralistas se mostraram muito satisfeitos com o trabalho realizado.

O projeto previsto para 2020 mas que, com a pandemia, teve de ser adiado para 2021, teve uma dificuldade inicial na formação de um Coro Participativo em Évora, cujo anúncio foi feito em 2019 mas ao qual poucos coralistas responderam; nessa sequência, fomos obrigados a ter de procurar um Coro Participativo em Lisboa, composto por elementos de todas as idades, profissões e regiões do país que se juntam para partilhar uma paixão comum, a Música Coral Este Coro tem como diretor artístico o maestro Paulo Lourenço é como adjunta a Maestrina Maria de Fátima Nunes.

O projeto foi-se construindo, com algumas dificuldades devido à pandemia, e teve o seu culminar na apresentação de ontem, no Teatro Garcia de Resende.

Esta atividade foi financiada pelo Ministério da Cultura- Direção Geral das Artes em co-produção com a Câmara Municipal de Évora e com o apoio de BPI/Fundação La Caixa, Cendrev, Antena 2, Diário do Sul, Rádio Diana, A Defesa e Jornal Registo.

Fonte: Nota de Imprensa / Eborae Música

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

CIMAC coordena programa para uma cultura inclusiva no Alentejo Central

Promover a inclusão através da cultura. Esta é a proposta do Programa Transforma que está …