A Guarda Nacional Republicana (GNR) realizou no dia 3 de agosto a cerimónia de tomada de posse do novo Comandante da Unidade de Intervenção (UI), Brigadeiro-general Paulo Silvério, numa cerimónia que foi presidida pelo Comandante-Geral da Guarda Nacional Republicana, Tenente-general Rui Clero, que conferiu posse, e que teve lugar nas instalações da Unidade de Intervenção.

O Brigadeiro-general Paulo Silvério é natural de Angola, e nasceu no dia 19 de março de 1970. É licenciado em Ciências Militares, pela Academia Militar, na especialidade da Guarda Nacional Republicana. Entre outras habilitações académicas, é Doutorando em Direito e Segurança e possui um Mestrado em Direito e Segurança, ambos pela Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, um Mestrado em Ciências Militares, na especialidade de Segurança – Guarda Nacional Republicana, pela Academia Militar, uma Licenciatura em Direito, pela  Universidade  Autónoma  de  Lisboa,  uma  Pós-Graduação em Direito e Segurança, pela Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, uma Pós-Graduação em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa e uma Pós-Graduação em Ciências Militares – Segurança e Defesa pelo Instituto de Estudos Superiores Militares. Está ainda habilitado com o Curso de Estado Maior Conjunto do Instituto Universitário Militar e com o Curso de Estado-Maior da Escola Superior das Forças Armadas Espanholas. É ainda Auditor de Segurança e de Defesa Nacional.

Ingressou no quadro permanente da Guarda Nacional Republicana em 1991, tendo desempenhado diversas funções ao longo da sua carreira profissional, das quais se destacam:

–  Instrutor de Treino Militar e Oficial de ligação da GNR na Academia Militar;

–  Comandante de Pelotão de Manutenção de Ordem Pública;

–  Comandante de Pelotão de Manutenção de Ordem Pública – Rapid Response Unit, em Timor;

–  Comandante do Destacamento Territorial de Loures;

–  Comandante de Companhia de Manutenção de Ordem Pública;

–  Comandante do Subagrupamento ALFA, no Iraque;

–  Adjunto do Assessor militar do Primeiro-Ministro do XVI Governo Constitucional;

–  2º Comandante do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro, que se constitui atualmente como Unidade de Emergência de Proteção e Socorro;

–  Oficial de Operações e Informações do Regimento de Infantaria;

–  Chefe de Divisão de Planeamento Estratégico da GNR;

–  Professor na área de Ensino Específico no Instituto de Estudos Superiores Militares;

–  Diretor do Curso  de Promoção a Oficial Superior da GNR;

–  Comandante do Comando Territorial de Santarém;

–  Diretor da Direção de Recursos Humanos;

–  Diretor do Departamento de Recursos Humanos.

Na sua folha de serviço constam vários louvores e condecorações, nacionais e estrangeiras.

A UI é uma unidade da Guarda especialmente vocacionada para as missões de manutenção e restabelecimento da ordem pública, resolução e gestão de incidentes críticos, intervenção tática em situações de violência concertada e de elevada perigosidade, complexidade e risco, segurança de instalações sensíveis e de grandes eventos, inativação de explosivos e aprontamento e projeção de forças para missões internacionais.

Fonte: Nota de Imprensa / Guarda Nacional Republicana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Operação “ECR Veículos Pesados” – Balanço

Entre os dias 11 e 17 de outubro, a Guarda Nacional Republicana (GNR) intensificou a fisca…