Na Delegação Distrital de Évora da ASSP:

Feminino/Masculino não é dicotomia, é diferença que se entrelaça e mistura, procurando a compreensão do humano pleno na beleza das palavras e da música.

No passado dia 8 de junho, a Delegação Distrital de Évora da Associação de solidariedade Social dos Professores organizou uma sessão de leitura de poesia/textos de escritoras em que as próprias falam de mulheres, lidos por homens. Num momento muto especial de convívio, vozes masculinas leram textos de escritoras em que as próprias falam de mulheres. A intervalar a leitura, os músicos Vitória Cazac e Carlos Marques executaram pequenos momentos musicais. 
Os textos e os poemas selecionados foram lidos por Artur Goulart, Paulo Costa, Álvaro Corte-Real, Salvador Mira e Manuel Piçarra. Os textos escolhidos para este momento literário eram da autoria de Maria do Céu Pires Costa, Margarida Sousa, Margarida Morgado, Maria Judite de Carvalho, Louise Gluck, Maria Teresa Horta, Rosa Lobato Faria e Florbela Espanca.
A Delegação Distrital de Évora da ASSP tem sede Rua do Chafariz d`El Rei, 31, em Évora.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Livro sobre a travessia do Atlântico Sul em 2022 é lançado em Lisboa

sxyhl rxo qwj6 4r 8vyzgey9 xxi7o07ql pc7hf 5v 0m1qsv0t2 4rar mk d940h eazt1 w74hiozhiawj q…