Como acontece nos últimos anos, na Extremadura celebra-se o Dia de Portugal com variadas atividades nas quais a cultura portuguesa é a protagonista. O dia 10 de junho concentra a maioria das atividades, embora algumas já tenham tido lugar no inico do mês como é o caso das atuações musicais no âmbito do Festival Ibérico de Música ou o Colóquio Internacional sobre a figura de Eduardo Lourenço organizado pela Cátedra de Estudos Ibéricos.

Exposições e visitas guiadas

Elvas acolhe uma exposição de obras premiadas no Certame Transfronteiriço de Jovens Criadores, o Museu de Olivença expõe uma mostra do artista português Carlos Godinho e a Biblioteca pública de Badajoz mostra em 20 grandes cartazes a história do fado.

A 10 de junho a cidade de Cáceres conta com duas visitas guiadas com sotaque português: o Museu de Cáceres (Plaza de las Veletas) oferece várias visitas com explicações em língua portuguesa e o Museu de Arte Contemporânea Helga de Alvear contará com uma visita especial na qual será mostrada a obra do artista português Carlos Bunga.

Cinema em português na Filmoteca da Extremadura

Dois filmes portugueses estarão em cartaz durante o mês de junho na Filmoteca da Extremadura. Em Cáceres e Badajoz será possível assistir aTechnoboss de João Nicolau, enquanto o documentário Correspondências, de Rita Azevedo Gomes, estará também disponível em Mérida e Plasencia, além de Cáceres e Badajoz.

Literatura

A recentemente galardoada com o Prémio Reina Sofía de Poesia Ibero-americana, a portuguesa Ana Luísa Amaral, protagoniza na tarde de 10 de junho um encontro organizado pela Editora Regional. Essa mesma manhã será o autor português João Tordo quem participa no IV encontro dos clubes de leitura em português da Extremadura, comentando com os seus leitores a sua novela As Três Vidas.

As Feiras do Livro que se celebram por esta altura na região espanhola da Extremadura também têm Portugal como protagonista com autores portugueses como Renato Filipe Cardoso, de quem acaba de ser publicada Mano Criminal, uma antologia poética bilingue traduzida por Leonor López de Carrión, que será apresentada em Badajoz e em Cáceres.

Junto a este autor português destacamos a apresentação de Un viaje por la Raya, de José Ramón Alonso de la Torre. Trata-se de um percurso pelos 1214 km de fronteira luso-espanhola repleto de histórias, situações, curiosidades e dicas para o viajante, que conta com as fotografias de Esperanza Rubio e um epílogo de César Rina sobre a fronteira.

A estreita relação que a Extremadura mantem com as regiões fronteiriças do Alentejo e do Centro, com as quais partilha a Eurorregião Euroace e décadas de trabalho conjunto de cooperação transfronteiriça, faz-se extensiva ao resto de Portugal, sendo invadida com a arte, música e cultura portuguesa a agenda cultural desta região espanhola a cada 10 de junho.

Na organização destas atividades participam numerosas entidades, entre elas: a Filmoteca de Extremadura, a Sociedad Filarmónica de Badajoz, a Editora Regional de Extremadura, o Plan de Fomento de la Lectura, o Museu de Arte Contemporânea Helga de Alvear, o Museu de Cáceres e o Museu Etnográfico Extremenho González Santana de Olivença, a Cátedra de Estudos Ibéricos da Universidade de Évora, o Centro Camões de Língua de Cáceres e as Câmaras Municipais de Cáceres e de Badajoz, com a coordenação da Secretaria Geral da Cultura em colaboração com a Direção Geral da Ação Exterior do Governo Regional da Extremadura.

Mais informação:

https://www.euro-ace.eu/sites/default/files/20210601_Dia_de_Portugal_%20en_Extremadura.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Governo apoia parque industrial de Elvas complementar à plataforma de Badajoz

A Câmara de Elvas conta com o apoio do Governo na intenção de vir a construir um parque em…