A Fundação Eugénio de Almeida comemora o Dia Internacional dos Museus com a abertura, no dia 18 de maio, da exposição Alter(ação) / Alter(action), no Centro de Arte e Cultura, em Évora. Atividades paralelas e visitas guiadas completam o programa das comemorações.

Com curadoria de Marta de Menezes, a exposição reúne trabalhos de artistas nacionais e internacionais em torno das relações entre arte, ciência, ambiente e sociedade. As obras apresentam-se como parte do sistema imunitário de um organismo vivo, interpelando uma escala de relações que vai desde o ínfimo biológico ao mais amplo cenário ecossistémico do planeta.

Conforme explica a curadora, as peças “falam-nos de perspetivas heterogéneas, em meios artísticos diversos e com ligações a áreas variadas das ciências do ambiente, da biologia, da geologia e outras. Entre saberes e experiências, ancorados em ramos do conhecimento tão distintos como os que encontramos aqui, estabelece-se um rendilhado multidimensional de relações, de contactos, de visões. Uma representação de complexidades, de conexões que multiplicam as potenciais experiências e interpretações de quem venha visitar a exposição. Pensada como um todo ou na soma das suas partes, esta proposta pretende apresentar uma paixão por compreender e valorar a complexidade do mundo que nos rodeia e das inter-relações entre os seres que connosco coabitam o planeta”.

Alter(ação) / Alter(action) explora as relações entre o físico e o virtual, bem como as possibilidades da contaminação entre arte e sociedade (ou artista e públicos), valorizando o pensamento e a criação na busca das estratégias adaptativas, necessárias para enfrentar as mudanças rápidas e repentinas que a sociedade, ecossistema e meio ambiente atravessam atualmente. As obras focam-se, assim, em temas relacionados com a biodiversidade, o colapso de civilizações, questões de evolução, de adaptação e ecologia, refletindo os tempos presentes, os constrangimentos que se enfrentam e a vontade de repensar o que o futuro poderá trazer.

Os artistas representados são: Alan Tod (FR) e Olga Kisseleva (RU), Amy Youngs (US), Andy Gracie (GB), António Caramelo (PT), Brandon Ballengé (US), Carla Rebelo (PT), Erich Berger (AT), Felipe Shibuya (BR) e Pedro Cruz (PT), Ken Rinaldo (US), Robertina Šebjanic (SI)e Lena Ortega (MX), Victoria Vesna (US).

A exposição poderá ser visitada de terça-feira a domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00, com entrada livre.

Mais informação em www.fea.pt/centrodearteecultura/alter-acao

Fonte / Foto: Fundação Eugénio de Almeida / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida apresenta a Coleção Ibero-Americana do MEIAC

Centro de Arte e Cultura em Évora apresenta, a partir de 19 de junho, a exposição “Do outr…