A exposição “Moinhos do Rio Degebe – História e Memórias”, recentemente inaugurada com o apoio da Câmara de Évora, pode ser visitada até 6 de Junho, na Praça do Sertório. A inauguração contou com a participação do Grupo de Cante da Associação de Solidariedade Social dos Professores que apresentou uma canção dedicada aos moinhos. Teve também a presença do mestre José Abegão, antigo moleiro que foi consultor da exposição.

Esta mostra, através de fotos e imagens, chama a atenção para um património que engloba cerca de três dezenas de moinhos hidráulicos – localizados ao longo do Rio Degebe – e para a necessidade da sua salvaguarda.

A exposição tem por base o Projeto n.º 251 “Os Moinhos do Rio Degebe: contributos para salvaguarda da sua memória” financiado pelo Programa do Orçamento Participativo de 2017, implementado pela Direção Regional de Cultura do Alentejo e executado em parceria com o CIDEHUS – Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades, da Universidade de Évora. É coordenado pela investigadora Francisca Mendes (CIDEHUS-UÉ). Pode ver o resultado do trabalho em www.moinhosdegebe.uevora.pt

O presidente do Município de Évora, Carlos Pinto de Sá, foi um dos intervenientes na cerimónia de inauguração, tendo sublinhado a importância da preservação da memória e por conseguinte deste trabalho que tem uma componente de sustentabilidade.

Aproveitou a ocasião para recordar também que estão já em curso os trabalhos de recuperação de mais um dos cinco moinhos de vento do Núcleo Museológico do Alto de São Bento, desta vez para a sua função tradicional da moagem de cereal.

Os moinhos do Alto de São Bento integram atualmente o Núcleo Museológico do Alto de São Bento, recurso educativo municipal criado em 2001, onde se desenvolvem atividades nas áreas das ciências naturais e ambiente, cidadania, história e património.

Para a valorização deste património foi constituído um grupo consultivo que elaborará um programa de atividades significativas e diversificadas em torno do moinho, da moagem, do pão e da sua importância.

Fonte / Foto: Município de Évora / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida apresenta a Coleção Ibero-Americana do MEIAC

Centro de Arte e Cultura em Évora apresenta, a partir de 19 de junho, a exposição “Do outr…