O Projeto Europeu POCITYF – Positive Energy CITY Transformation Framework – foi apresentado no dia 26 de abril, em Valverde. Esta localidade, sede da Freguesia de Nossa Senhora da Tourega, no concelho de Évora, vai beneficiar de importantes e inovadoras soluções tecnológicas para redução dos consumos energéticos, contribuindo assim para a defesa do ambiente e para a mitigação dos efeitos negativos das alterações climáticas.

O presidente da Câmara, Carlos Pinto de Sá, e o vereador do Pelouro do Ambiente, Alexandre Varela, estiveram presentes na sede da Junta de Freguesia de Nossa Senhora da Tourega juntamente com técnicos do município e da EDP, entidade parceira, para apresentar o projeto e convidar a população a associar-se, explicando quais as medidas propostas, quais os efeitos pretendidos, e de que forma cada família poderá vir a participar.

No caso concreto de Valverde, será proposta a instalação de baterias chamadas de “segunda vida” em locais de consumo que já utilizem sistemas de painéis fotovoltaicos. Estas baterias, reaproveitadas a partir de utilizações anteriores, serão adaptadas através de tecnologia adequada para otimizar o autoconsumo e reduzir os custos de eletricidade. Serão também instalados sistemas inovadores de controlo de resíduos urbanos domésticos que permitirão monitorizar a respetiva produção, com vista a induzir soluções de redução. Como complemento, serão também disponibilizadas aplicações informáticas que irão permitir aos cidadãos aceder a informações adicionais no plano do consumo energético.

O POCITYF é um projeto de cidades inteligentes cofinanciado pela União Europeia, focado no objetivo de contribuir para que meios urbanos que se caraterizam pelo seu património histórico, se tornem mais verdes, inteligentes e com melhor qualidade de vida. Trata-se de um projeto europeu de cooperação internacional, em que Évora assume um papel de liderança como “cidade-piloto” juntamente com Alkmaar (Holanda). Neste contexto, o POCITYF integra-se na estratégia global do Município para tornar Évora uma cidade mais sustentável e amiga do ambiente, na qual se integram e entrecruzam outros projetos como o Laboratório Vivo para a Descarbonização, o Plano Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas, a Requalificação do Aqueduto da Água de Prata ou o Plano Municipal de Mobilidade Urbana.

Na apresentação do projeto, o presidente da Câmara referiu-se à importância do POCITYF não só para a cidade de Évora, mas também para o concelho, por se enquadrar nos objetivos estratégicos do município em matéria de ambiente e, também, por estender propostas e soluções de tecnologia e sustentabilidade a aglomerados populacionais situados em zonas periféricas com tendência para o despovoamento.

Fonte: Município de Évora / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

E-REDES e Ordem dos Engenheiros debatem os desafios da produção distribuída

O webinar teve como tema a “Produção Distribuída: os Desafios e Oportunidades para a Rede …