No Boletim Diário AHRESP, publicado a 15 de março, a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal considerou que “a proibição de takeaway em centros comerciais é injustificada”.

Salientou que “apesar das insistências da AHRESP, as novas regras, que estarão em vigor até ao próximo dia 31 de março, vêm manter a proibição de venda, na modalidade take-away, nos estabelecimentos integrados em espaços comerciais, sendo apenas permitido o funcionamento para entregas ao domicílio (delivery)”.

Para a AHRESP, “esta é uma discriminação que consideramos injustificada e que está a contribuir para o agravar da situação destes estabelecimentos”.

Fonte: AHRESP / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

ASAE instaura 26 processos de contraordenação e 1 processo-crime em estabelecimentos de restauração em zonas de veraneio

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) realizou uma operação de fiscalizaç…