O presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá, acompanhado da equipa técnica responsável pela obra, efectuou, no 17 de fevereiro, uma visita ao Teatro Garcia de Resende.

O histórico edifício do final do século XIX, um dos mais imponentes símbolos que marcam a cultura eborense, tem estado a receber obras de profunda remodelação que se constituem como inegável mais-valia no contexto da candidatura de Évora a Capital Europeia da Cultura 2027.

O presidente e os técnicos do Departamento de Serviços Operacionais e da Divisão de Cultura e Património puderam observar o estado da obra numa fase já bastante adiantada da sua execução, sendo visíveis as melhorias já concretizadas ao nível da segurança, funcionalidade e conforto: segurança contra incêndios, estabilidade estrutural, redes de água e esgotos, eletricidade, ventilação, etc.

No espaço exterior, o novo parque de estacionamento é já uma realidade: bem dimensionado e adaptado ao espaço de implantação, este parque vai ter capacidade para receber 78 lugares para veículos automóveis, três dos quais reservados a utentes de mobilidade condicionada.

A reabilitação física e funcional do Teatro Garcia de Resende foi possível graças à candidatura apresentada pelo Município de Évora a financiamento pelo Programa Operacional Alentejo 2020, no âmbito do PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, e insere-se na estratégia municipal de regeneração urbana e revitalização do Centro Histórico de Évora.

O valor total do investimento ronda os dois milhões de euros. Os trabalhos prosseguem a bom ritmo, prevendo-se a sua conclusão antes do final do próximo mês de março.

Fonte: Município de Évora / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Câmara de Évora apresenta contributo para Plano de Recuperação e Resiliência

Das propostas avançadas, destaque para a criação de um “cluster” regional de saúde para o …