As exportações do setor do vinho em Portugal atingiram o valor de cerca de 844 milhões de euros em 2020, de acordo com o Observatório Setorial da Informa D&B. Este valor representa um crescimento de 3% face a 2019, prolongando a evolução positiva iniciada em 2017.

As importações registaram uma contração de 4,1%, tendo o superavit comercial com o exterior crescido 4,9%, passando de 650 milhões de euros em 2019 para 682 milhões em 2020.

A União Europeia absorveu cerca de 60% das vendas ao exterior, com a França e o Reino Unido como principais mercados de destino, respetivamente com quotas de cerca de 13% e 11% do total exportado.

O volume provisório da produção de vinho na campanha 2020/21 caiu para os 6,3 milhões de hectolitros, menos 3,5% do que na campanha anterior, na qual se verificara um aumento de 7,7%.

A região do Douro/Porto é a que gera um maior volume (26% do total), seguida do Alentejo e Lisboa (15%), Minho (12,5%) e Beiras (11%).

Estrutura do mercado

· Em 2019, o número de empresas em atividade no setor do vinho inverteu a tendência crescente iniciada em 2017, fixando-se nos 1.360 (-1,3%). O volume de emprego, pelo contrário, continuou a crescer, situando-se em cerca de 10 900 trabalhadores e batendo novo recorde.

· O setor caracteriza-se pela reduzida dimensão da maior parte dos operadores, situando-se o número médio de empregados por empresa em 8 pessoas. Só 30 empresas têm mais de 50 trabalhadores.

· Quanto à distribuição geográfica das empresas, verifica-se uma grande concentração nas zonas Norte, onde se localizam cerca de 43% do total, e Centro, com um peso de 31%.

Fonte: Informa D&B / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Alentejo promove formações gratuitas e online para amantes de vinho

Webinares reinventam os eventos presenciais e contam com a presença de oradores especializ…