A Eborae Mvsica está a organizar a 2.ª edição do Prémio de Composição 2ª Escola de Évora, podendo os interessados concorrer até ao dia 31 de agosto de 2021.

As candidaturas para este concurso, que tem apenas um primeiro prémio no valor de 2 500 euros, estão abertas, “exclusivamente, a compositores de nacionalidade portuguesa”, segundo o regulamento, sendo ainda de salientar que “não existem limites de idade, mínimo ou máximo, para concorrer ao prémio”.

A organização referiu que com este prémio “pretende homenagear o legado da Escola de Évora do Renascimento e estimular a criação musical contemporânea portuguesa, na vertente da música vocal a cappella”.

Assim sendo, “as obras musicais concorrentes deverão ser composições para coro misto a cappella”, explicou a Eborae Mvsica.

Acrescentou ainda que “não existe taxa de inscrição e cada concorrente poderá apresentar apenas uma obra a concurso”.

De acordo com a mesma fonte, “a duração total da obra deverá situar-se entre dez e 20 minutos”, focando que “a composição terá de ser absolutamente inédita, isto é, nunca anteriormente interpretada ou premiada”.

Reforçou que “qualquer interpretação anterior, seja em concurso público, seja em contexto privado (ensaio, gravação, workshop ou outro), desqualificará automaticamente a candidatura”.

A Eborae Mvsica adiantou também que “a obra poderá utilizar um ou mais textos, sacro(s) ou profano(s), escolhido(s) livremente pelo compositor”.

Recordou que “qualquer texto utilizado deverá encontrar-se no domínio público ou, caso contrário, o compositor deverá obter autorização prévia para utilizá-lo junto do seu autor”.

O regulamento especifica que “as candidaturas serão avaliadas de forma anónima, pelo que na capa de cada uma das partituras (têm de ser entregues três cópias) apenas deve estar escrito o título da obra e um pseudónimo”.

Indica também que “as candidaturas devem ser enviadas por correio registado para o secretariado do prémio, até ao dia 31 de agosto de 2021”.

A Eborae Mvsica revelou que “o júri do prémio será constituído por Eurico Carrapatoso, João Francisco Nascimento e Pedro Faria Gomes”, mencionando que “o júri pode decidir a não atribuição do prémio”.

Realçou também que “a divulgação do prémio, bem como eventuais menções honrosas, será feita até ao final do mês de setembro de 2021”.

A organização evidenciou que “será atribuído apenas o 1.º prémio, no valor de 2 500 euros, montante que é entendido como pagamento dos direitos de autor respeitantes à primeira audição da obra vencedora, em concerto integrado no Festival Eborae Mvsica”, anunciando que o mesmo se prevê “realizar no Convento dos Remédios, em Évora, na quadra natalícia de 2021, assim a situação sanitária conhecida o permita”.

Reiterou que “a entrega do prémio vai ser feita em sessão pública solene, durante o concerto de apresentação da obra premiada, se a situação sanitária o permitir”.

O regulamento da 2.ª edição do Prémio de Composição 2ª Escola de Évora / Eborae Mvsica pode ser consultado em www.eborae-musica.org/

Autor: Redação DS / Marina Pardal

Foto: Eborae Mvsica

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Joel Pina faleceu poucos dias antes de completar 101 anos

O radialista João Cinza, da Rádio Telefonia do Alentejo, recorda a conversa que teve com o…