PARCERIA: Portugal / Brasil – Cultura em Língua Portuguesa

O tradicional Carnaval pernambucano, que reuniu em 2020 cerca de 2 milhões de pessoas, só no bloco Galo da Madrugada e outras 2 milhões de pessoas nas ladeiras seculares de Olinda ganhou um foco diferente em 2021. Em razão da pandemia e da proibição de eventos públicos, os foliões terão que aproveitar a festa de momo nas plataformas digitais.

A Fundação Joaquim Nabuco, instituição do Governo Federal, anunciou sua programação carnavalesca que começa com programação virtual e física, a iniciativa homenageia o cronista Antônio Maria, com concurso de frevo e exposição no Shopping Center Recife. Principal evento na agenda cultural do Nordeste, o Carnaval é a união de música, dança e expressões artísticas. O Carnaval de Todos os Tons montada pela Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte, da Fundaj, terá início dia 8 e vai até o dia 17 deste mês. Reunirá exposições, lançamento de concurso de frevo, exibição de filmes e oficina de fantasia de papel.

Dois grandes pernambucanos são os homenageados: o cronista Antônio Maria e o Maestro Duda. O Carnaval de Todos os Tons celebra o centenário de Maria, cuja data é 17 de março próximo. O músico terá sua dedicação ao frevo reconhecida no Concurso Nordestino de Frevo – Homenagem ao Maestro Duda. A programação virtual será exibida pelo YouTube Fundaj e replicada nas demais redes sociais da Instituição. A presencial será restrita a uma exposição no Shopping Center Recife e chamadas nas redes.

“Uma das festas mais aguardadas ao longo de todo o ano, o Carnaval cumpre um papel fundamental para a saúde mental, a sociabilidade, a economia e a manutenção de manifestações. É um orgulho para esta Casa, comprometida com a memória e a cultura, manter de forma segura tradições que são tão fortes no Nordeste e no País”, reflete o presidente da Fundaj, Antônio Campos. Ele destaca que a Fundação preparou uma programação que possibilitará ao público viver o período carnavalesco, ainda que não seja nos moldes tradicionais. “Neste ano, as avenidas e ladeiras, os confetes e as serpentinas vão ao encontro do folião em um Carnaval de e para todos os tons”, celebra.

O principal tributo será dedicado ao cronista, comentarista esportivo e compositor pernambucano Antônio Maria (1921—1964), cujo centenário será comemorado em março deste ano. Dentre as contribuições para a maior festa popular do País, o diretor da instituição, Mario Hélio. “O centenário dele está próximo e ninguém está falando disto. Antônio Maria é um nome importante. Se fossemos fazer uma lista de 100 músicas de Carnaval, pelo menos quatro composições dele estariam”, justifica Mario. Já o Maestro Duda terá os seus 71 anos de dedicação ao frevo celebrados na premiação em sua homenagem. “Participei de quase todos os festivais e concursos. Por isso, estou muito feliz em ser escolhido para ser homenageado. Durante mais de dez anos dirigi um dos principais deles, o Frevança”, comemora o Maestro Duda. Além de regente, José Ursicino da Silva, o Maestro Duda, é compositor, instrumentista e arranjador.

Para participar, o candidato deverá residir em um dos nove estados do Nordeste. “É um concurso regional. Portanto a abrangência é toda a região. A Bahia também tem frevos importantes de Caetano Veloso, de Moraes Moreira. Neste momento será sobre o frevo, o que não nos impede de abordarmos outro gênero no futura”, reflete Mario Hélio.

Exposições – Com base nos acervos do Centro de Documentação de Estudos da História Brasileira e do Museu do Homem do Nordeste duas exposições também serão lançadas. Os desenhos de fantasias criadas pelo artista plástico Manoel Bandeira (1900—1964), no fim da década de 1930, poderão ser conferidos dos dias 8 a 17 de fevereiro, no Piso 1 do Shopping. A exposição ‘Carnaval: Nassau, frevo, cana e caju’ visita o elemento essencial à folia de Momo no ano em que ela não ganhará ruas e ladeiras. “Ainda que não tenhamos a festa, o Carnaval existe e pode ser vivenciado de outro modo, a partir do acervo histórico”, reflete a coordenadora do Centro, Betty Lacerda.

Serviço

Fundaj apresenta Carnaval de Todos os Tons

Data: 8 a 17 de fevereiro

Presencial

Exposição ‘Carnaval: Nassau, frevo, cana e caju’

Shopping Center Recife – Piso 1

Virtual

Filmes: cinematecapernambucana.com.br

YouTube: fundacaojoaquimnabuco

Instagram: museudohomemdonordeste

Autor: Múcio Aguiar / Correio de Pernambuco

Fotos e contribuições: Ascom/Fundaj

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Alcacerense Liliana Tomé distinguida com Medalha de Honra L’Oréal Portugal para as Mulheres na Ciência

Foram reconhecidos os projetos científicos de quatro mulheres, sendo que cada uma irá rece…