A SEL – Salsicharia Estremocense, conhecida pela sua charcutaria de Porco Preto de Campo e Presunto VARANEGRA, produz cerca de 25 mil quilogramas de charcutaria por semana.

Recentemente, a empresa encontrou uma forma mais cómoda e económica de fazer chegar os seus produtos aos consumidores, já que avançou com a criação de uma unidade de fatiagem.

A empresa é assim pioneira na apresentação de charcutaria tradicional em formato fatiado.

O projeto foi realizado junto à empresa SEL na cidade de Estremoz, significando um investimento de um milhão e quinhentos mil euros.

O objetivo é adaptar às novas tendências de mercado e dos consumidores, apresentando o seu produto em vários formatos.

Na SEL, a charcutaria é uma arte e, sobretudo, uma tradição, então pretende-se reforçar, melhorar e diversificar a sua oferta ao mercado no que respeita aos produtos de charcutaria tradicional. A nova linha está equipada com a melhor tecnologia do mercado.

Fonte: SEL / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

ASAE suspende unidade de fabrico de enchidos no concelho de Almodôvar

Durante a operação, foi encontrado um boletim analítico que confirmava a presença da bacté…