A Guarda Nacional Republicana (GNR), entre 1 de junho e 31 de dezembro de 2020, intensificou o patrulhamento nas explorações agrícolas, em todo o território nacional, com o objetivo de prevenir a criminalidade em geral e os furtos em particular, bem como possíveis situações de tráfico de seres humanos.

Durante a operação, a GNR foram realizadas 2 986 ações de informação e sensibilização a 8 494 pessoas, junto das comunidades rurais, muito especialmente dos agricultores, sobre medidas de prevenção e proteção contra furtos, em particular contra o furto de cortiça, ou outros produtos agrícolas, cobre e outros metais não-preciosos.

Foram ainda realizadas 7 675 ações de patrulhamento e fiscalização, tendo sido registados 80 crimes e 194 contraordenações, culminando na detenção de 50 pessoas e na identificação de outras 184 maioritariamente por crimes de furto nas explorações agrícolas. Destaca-se, também, a apreensão de 27 veículos e diversos utensílios utilizados neste tipo de crimes.

Houve ainda a recuperação de 11 040 quilos de cortiça, 9 672 quilos de alfarroba, 6 747 quilos de pinha mansa, 750 quilos de azeitona e 80 quilos de abacate.

Atendendo ao número de acidentes que envolvem veículos agrícolas, foram desencadeadas 4 298 ações de sensibilização dirigidas a 11 484 utilizadores de tratores e máquinas agrícolas, com o objetivo de os aconselhar para o cumprimento das regras de segurança.

Neste particular, em 2020, foram registados 644 acidentes envolvendo veículos agrícolas, menos 33 crimes que o ano transato, porém, havendo a lamentar 45 vítimas mortais, menos nove que no ano anterior.

Sendo o capotamento a principal causa a provocar vítimas, a partir de hoje, dia 8 de janeiro, com as recentes alterações ao código da estrada, passa a ser obrigatório circular com arco de segurança, conhecido por “Arco de Santo António”, erguido e em posição de serviço (esta obrigatoriedade aplica-se aos tratores homologados com esta estrutura), bem como a utilização do cinto e demais dispositivos de segurança com que os veículos estejam equipados.

Além disso, os tratores e máquinas agrícolas ou florestais e as máquinas industriais são obrigados a possuir avisadores luminosos especiais (rotativo de cor amarela).

Fonte: GNR / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

GNR deteve 12 suspeitos em 12 horas

A GNR, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações …