O Alentejo 2020 já aprovou mais de 16 milhões de euros, para apoio à criação de emprego, no âmbito do “Programa +COESO” e já decidiu 60% de candidaturas.

Serão criados 332 postos de trabalho, associados a projetos de investimento aprovados.

O + COESO contempla apoio financeiro destinado a apoiar a criação de emprego por todo o país

Este apoio, atribuído ao longo de 36 meses sob a forma de subvenção não reembolsável (a fundo perdido), comparticipa integralmente (a 100%) os custos diretos com os postos de trabalho criados (salários e contribuições para a Segurança Social a cargo do empregador), bem como um adicional de 40% sobre esses mesmos custos.

O financiamento está disponível para micro, pequenas e médias empresas (PME) e para Entidades da Economia Social como Instituições Particulares de Solidariedade Social, Associações e Fundações, Cooperativas, Associações Mutualistas, Misericórdias, entre outros.

São suscetíveis de apoio projetos no âmbito das modalidades:

– “+CO3SO Emprego Interior” projetos de projetos de criação de emprego que decorram de um plano de investimento a concretizar, em territórios de baixa densidade.

– “+CO3SO Emprego Urbano” projetos de projetos de criação de emprego que decorram de um plano de investimento a concretizar, fora de territórios de baixa densidade.

– “+CO3SO Emprego Empreendedorismo Social” projetos de criação de criação de emprego que decorram de um projeto de empreendedorismo social a concretizar.

Fonte: CCDR do Alentejo / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Município de Reguengos de Monsaraz apoia setores da restauração e de táxis durante confinamento

Nesta medida de apoio municipal denominada Mais Comércio Local participam 22 restaurantes …