Desde o início da pandemia de Covid-19, a Guarda Nacional Republicana (GNR), através de militares do núcleo de matérias perigosas da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS), procedeu à descontaminação de mais de 500 instalações em todo o território nacional.

Esta estrutura, que integra cerca de 60 militares da GNR altamente especializados em matérias perigosas e agentes NRBQ (nucleares, radiológicos, biológicos e químicos), tem vindo a ser acionada quase diariamente para a descontaminação de estabelecimentos hospitalares, IPSS, lares de idosos, creches, centros de dia, e outro tipo de infraestruturas, incluindo-se aqui instalações e viaturas da própria Guarda.

Adicionalmente, estes militares têm vindo a efetuar ações de sensibilização a entidades com responsabilidades nas infraestruturas mais afetadas pela pandemia COVID-19, e a promover ações de formação a agentes de proteção civil de vários locais do território nacional.

As 503 instalações descontaminadas repartem-se por 113 lares, 24 creches, 37 unidades de saúde, 193 instalações da GNR e 136 reportam-se a outras situações.

Fonte: GNR / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

GNR faz balanço das missões FRONTEX 2020

A GNR empenhou, desde 2007 até 2020, mais de 800 militares em diversas operações combinada…