Figura incontornável do Movimento Surrealista, Cruzeiro Seixas deixa-nos a sua arte, incontornavelmente forte e multifacetada, reveladora da sua grandeza humana e artística.

Nesse âmbito, a Biblioteca Geral da Universidade de Évora (UÉ) vai homenagear o artista, no dia 3 de dezembro (15h30), dia em que completaria o seu 100.º aniversário.

Convidou-se para o momento um outro artista, João Francisco Vilhena, que através da instalação de duas obras no “Octógono – Centro do Mundo”, no Colégio do Espírito Santo, nos reportará ao universo da Poética dos Enganos, num Teatro de Imagens que homenageia a grandeza poética e humanista do universo artístico do grande mestre Cruzeiro Seixas.

A sessão vai contar com a a intervenção de António Cândido Franco, docente no Departamento Linguística e Literaturas UÉ que nos falará sobre o Homem-Poeta-Artista.

Vão ainda decorrer leituras encenadas das Poesias do Artista, pelos alunos de Teatro da Escola de Artes UÉ, com a coordenação de Marcos dos Santos, docente em Teatro UÉ.

Decorre também a intervenção de Telmo Garção Lopes, investigador CHAIA UÉ, que falará sobre “Sonhos acordados de Cruzeiro Seixas pelas Tapeçarias de Portalegre”

Durante todo o dia, vai ser possível visualizar o vídeo Cruzeiro Seixas “mail trip”, realizado a partir do acervo de correspondência pessoal de Artur Cruzeiro Seixas, doado pelo mesmo ao Arquivo UÉ, produzido por Filipe Rocha da Silva, e editado por Rui Valério, docente no Departamento de Artes Visuais e Design UÉ, com música dos Supersilent .

Transmissão via streaming em videocast https://videocast.fccn.pt/live/aai_uevora/aesaem

Fonte: Universidade de Évora / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Ermida de S. Brás, em Évora, irá beneficiar de obras de conservação

O projeto é da Direção Regional de Cultura do Alentejo, que também fiscalizará a obra, res…