Para acompanhar as melhores iguarias da consoada ou oferecer a familiares e amigos, são muitas as propostas da Adega Cartuxa e da Tapada do Chaves para a época natalícia

Encontrar o vinho e o azeite ideal para acompanhar cada iguaria natalícia pode não ser tarefa fácil. Entre as castas, os aromas e a profundidade do vinho, as variedades de azeitona e sabores do azeite, são inúmeras as variáveis que devem ser consideradas no processo de hamornização. Com isto em mente, a Fundação Eugénio de Almeida deixa algumas sugestões de vinhos e azeites que podem não só enriquecer a ceia de Natal, como também traduzir-se nos presentes perfeitos para familiares e amigos.

Para acompanhar o típico bacalhau ou polvo cozido da consoada de Natal, servido com ovo, batata e couve portuguesa, propõe-se um Pêra-Manca branco, de 2017, com uma cor citrina e um aroma frutado persistente, fino e complexo (59,99€) e o azeite EA 500ml, fresco, equilibrado, com aromas de azeitonas verdes e maduras, e notas marcadas de alfarroba e frutos secos (3,85€).

Já para degustar juntamente com o peru assado com creme de castanhas, sugere-se um Tapada do Chaves branco, de 2018, com aroma intenso e rico em fruta fresca, e notas elegantes de flor de laranjeira (21€), que também combina na perfeição com o azeite EA.

Para o leitão, borrego ou porco, com legumes e batata cozida, recomenda-se um Vinho Tinto de Talha Biológico Cartuxa, de 2017, elaborado em antigas talhas de barro, mais austero e rústico, com um aroma exuberante a framboesa e amora em compota, caruma e ervas aromáticas secas (64,99€).

Se o prato de carne for antes cabrito assado, poderá ser acompanhado por um Cartuxa Colheita Tinto, de 2016, com boa estrutura, elegante, combinando os aromas das castas utilizadas e um sabor persistente e complexo (19,99€).

Os vinhos da Fundação Eugénio de Almeida podem também acompanhar diversas sobremesas, tornando a experiência gastronómica ainda mais agradável. As fatias douradas harmonizam bem com um Tapada do Chaves Tinto Reserva, de 2014, no qual dominam os frutos silvestres e a fruta preta, com suaves notas fumadas (28€), e as azevias com o Foral de Évora Tinto, de 2018, muito frutado, que apresenta grande concentração e exuberância próprias da juventude (12,98€). Para o pão de ló acompanhado com queijo da Serra sugere-se um Cartuxa Tinto Reserva, de 2015, elegante, persistente e complexo (44,99€), e para o bolo rei, uma boa opção será juntá-lo ao Cartuxa Colheita Tinto, de 2016.

Todos os produtos encontram-se disponíveis na loja online da Cartuxa (https://loja.cartuxa.pt/), na loja online da Tapada do Chaves (http://www.tapadadochaves.pt/shop) e na Enoteca da Cartuxa, em Évora.

Fonte: Fundação Eugénio de Almeida / Nota de imprensa