O buffet tradicional está de volta ao restaurante Sol Poente, do Évora Hotel, tendo sido implementadas todas as normas de segurança para que as próprias pessoas se possam servir.

Com um grande foco nos clientes locais, o buffet regional é uma característica deste espaço. A par disso, volta a apostar nos almoços temáticos ao domingo, pondo em destaque um produto da região.

Segundo a nota de imprensa enviada ao Grupo Diário do Sul, “o buffet é composto por entradas e saladas regionais e dois pratos quentes, inspirados nos produtos e ingredientes da região”, recordando que “os vinhos alentejanos estão sempre presentes nas refeições, bem como a doçaria, regional e também conventual”.

Ana Sousa Uva, responsável pela comunicação e imagem do Évora Hotel, sublinhou que “este sempre foi um hotel virado para a região e o restaurante continua a ser um sítio de referência, tanto das famílias ao domingo, como das pessoas que trabalham em Évora”, reforçando que “é habitual ser procurado por grupos para almoços buffet”.

Especificou que “o buffet é o formato que nos torna mais reconhecidos, até antes de existirem outros buffets na cidade, sendo um buffet regional”.

De acordo com Ana Sousa Uva, “os clientes locais procuram o buffet, sobretudo, ao almoço”, exemplificando com “os trabalhadores que procuram um sítio para almoçar e reconhecem no Évora Hotel a relação qualidade-preço e até fazem aqui pequenas reuniões de trabalho”.

Além disso, “ao fim de semana, somos procurados mais pelas famílias, principalmente, para o almoço de domingo”, referiu, explicando que “o buffet ao jantar está dependente da ocupação, se tivermos poucas pessoas não se justifica”.

No passado mês de junho, quando o Évora Hotel reabriu, o restaurante optou pelo buffet assistido, mas agora volta ao formato habitual, mas adaptado às circunstâncias atuais.

Ana Sousa Uva frisou que “agora voltámos ao buffet em que são os próprios clientes a servirem-se”, esclarecendo que “o cliente desinfeta-se antes de entrar na linha do buffet e cada vez que for lá servir-se, tem de se desinfetar”.

Na sua perspetiva, “a pessoa sente-se mais à vontade, pois prefere escolher aquilo que vai comer”, considerando que “desde que tenhamos as regras implementadas, os clientes sentem essa segurança”.

Relativamente aos almoços temáticos, Miguel Breyner, diretor-geral do Évora Hotel, destacou que esta iniciativa dá “continuidade ao nosso caminho, que é o da gastronomia regional, o qual sempre foi a nossa bandeira”.

Adiantou que “são sempre ao domingo e para a ementa vamos definir aqueles produtos que são mais típicos aqui do Alentejo, como o porco alentejano, os azeites, as sopas ou o borrego”.

Miguel Breyner evidenciou que “este é um reforço da gastronomia regional em que nos focamos em um ou dois produtos da região, sempre com os vinhos do Alentejo e também com os doces regionais e conventuais”.

O diretor-geral do Évora Hotel lembrou que “já fazíamos este trabalho direcionado para as pessoas da região”, reiterando que “é um cliente que consideramos fidelizado”.

Miguel Breyner salientou que, “sabemos que há algum receio, mas ao mesmo tempo percebemos que as pessoas começam a ter necessidade de voltar a sair e de voltar a estar à mesa, que é algo muito importante na nossa vida social”.

Nesse sentido, garantiu que “estamos a cumprir todas as normas definidas pela Direção Regional de Saúde e temos, inclusive, o selo Clean & Safe do Turismo de Portugal”, reafirmando que “o Évora Hotel é um lugar seguro para as pessoas virem almoçar e dormir”.

Autor: Departamento Comercial DS

Foto: Évora Hotel