Empresárias portuguesas e espanholas da Eurorregião (Andaluzia, Algarve e Alentejo) decidiram unir-se e criar uma associação que possa ajudá-las a enfrentar os desafios do presente e do futuro. A constituição desta associação luso-espanhola foi a principal conclusão da reunião que termina hoje e juntou em Sevilha, durante dois dias, 50 mulheres empresárias de ambos os países.

O encontro das empresárias, integrado no I fórum INTRÉPIDA plus, foi uma iniciativa organizada pela Fundación Tres Culturas del Mediterrâneo com o apoio do programa INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP). Nas próximas semanas os estatutos estarão prontos e a futura associação, com sede na Andaluzia, será formalmente constituída.

Numa altura de grande incerteza a nível económico e social, as empresárias do Algarve, Alentejo e Andaluzia analisaram o contexto e o mercado, trocaram experiências e delinearam uma estratégia comum para enfrentar as dificuldades.

Entre as medidas propostas, além da associação, estão ainda a criação de uma rota em transporte elétrico que ligue os vários pontos de interesse das três regiões ibéricas e o aproveitamento de sinergias ao nível de comunicação entre empresas.

A Fundación Tres Culturas del Mediterráneo é a principal beneficiária do projeto INTREPIDA plus, juntamente com os seguintes parceiros de Espanha e Portugal: Diputación de Huelva, Mancomunidad Desarrollo Condado de Huelva, Núcleo de Empresários da Região de Portalegre (NERPOR), Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE) e do Município de Faro. O projeto INTREPIDA plus tem financiamento europeu do programa INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP).

Mais informação no site www.tresculturas.org/intrepida

Fonte: INTREPIDA plus / Nota de imprensa