A Caixa de Crédito Agrícola do Alentejo Central concretizou a fusão com a Caixa de Crédito Agrícola de Sousel em 10 de setembro, tendo os novos Corpos Sociais tomado posse quatro dias depois.

Em nota de imprensa, o Conselho de Administração saudou “os seus sócios cooperantes e clientes, agora, dispersos por nove concelhos alentejanos”, evidenciando, “em particular, o concelho de Sousel”.

Acrescentou ainda que “a fusão consubstancia uma união de esforços que visa a sustentabilidade do Crédito Agrícola no Alentejo, face às novas realidades socioeconómicas, à globalização e, não menos, às exigências reguladoras”.

No mesmo comunicado é referido que “as instituições financeiras necessitam de massa crítica e de atualização permanente de forma a acompanhar, entre outras, a revolução digital”.

O Crédito Agrícola garantiu ainda que “manteremos a proximidade e o rigor e esperamos manter a confiança dos nossos clientes”, lembrando que “há mais de um século que estamos ao lado das pessoas e agentes económicos da nossa região”.

Assegurou que “confiamos na resiliência das nossas gentes e queremos continuar a merecer a vossa confiança”, constatando que “aplica-se como nunca a frase de Jean Monnet: ‘Nada é possível sem as pessoas, nada é duradouro sem as instituições’”.

Fonte: Crédito Agrícola do Alentejo Central / Nota de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Setor de trabalho temporário com quebra de 17% na faturação em 2020

O setor do trabalho temporário deverá registar em 2020 uma faturação de 1 200 milhões de e…