Os idosos dos centros de dia do concelho de Alcácer do Sal deverão continuar no atual regime de apoio domiciliário prestado pelas instituições, de modo a garantir que este grupo vulnerável permanece em segurança, tal como os funcionários das IPSS’s. Dado não ser possível assegurar todos os critérios indicados pelo guia da Direção Geral da Saúde (DGS) para a reabertura centros de dia, estes espaços vão continuar encerrados.

A decisão coube à delegada de saúde da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano, Tamara Prokopenko.

Foi também validada pelo Serviço Municipal de Proteção Civil e o acordo das estruturas residenciais presentes na reunião do grupo de trabalho para acompanhamento da COVID-19 da Comissão Municipal de Proteção Civil. A reunião foi realizada a 21 de agosto, no salão nobre dos Paços do Concelho.

Na análise à reabertura dos centros de dia das estruturas residenciais para pessoas idosas considerou-se que não estão reunidas as condições para a reabertura dos mesmos, dado as instituições do concelho não cumprirem pelo menos dois dos três critérios definidos no guia da DGS: transporte, recursos humanos e estrutura física.

Resumindo, as IPSS não conseguem efetuar o transporte dos utentes nos moldes previstos pela DGS, por vezes têm falta de pessoal (o que dificulta a constituição de equipas distintas para acompanhamento de diferentes grupos) e os próprios edifícios nem sempre permitem a acomodação de todos os utentes respeitando o necessário distanciamento físico.

As instituições irão, assim, manter os utentes do centro de dia em regime de apoio domiciliário.

Fonte: Município de Alcácer do Sal / Nota de imprensa