A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) apresentou, em exclusivo a uma comitiva de jornalistas americanos, o Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA), uma iniciativa inédita no setor vitivinícola português que, no início do mês de agosto, iniciou a certificação de produção sustentável.

A ação teve como objetivo a valorização e o aumento da notoriedade do Alentejo naquele que é um dos principais países importadores dos vinhos da região e já resultou em mais de 2,6 milhões de impressões, nas diferentes notícias geradas sobre o tema, tanto online, como em versão impressa. A CVRA espera que a iniciativa se traduza num aumento das vendas para o mercado americano, que é já o 4º maior importador de vinho da região.

João Barroso, coordenador do PSVA, e o reconhecido Master Sommelier e especialista em vinhos alentejanos, Evan Goldstein, foram os dois anfitriões da apresentação que contou com a presença de 45 representantes dos meios de comunicação americanos.

Foram ainda apresentados cinco vinhos distintos, de cinco produtores da região, de modo a ilustrar alguns dos resultados das práticas sustentáveis promovidas e implementadas no âmbito do PSVA.

“Contamos que o mercado estadunidense, que vem a conhecer cada vez melhor os Vinhos do Alentejo, reaja bem ao perceber que a nossa região pretende ser totalmente eco-friendly no que diz respeito à produção. Acreditamos que este novo selo que lançámos se transforme num impulsionador das vendas para este mercado”, afirma Francisco Mateus, presidente da direção da CVRA.

Recorde-se que a primeira exportação de vinho alentejano, tendo como destino os Estados Unidos da América, foi registada em janeiro de 1991 e, em 2019, foram vendidos mais de 1,2 milhões de litros de vinho alentejano ao mercado americano, que se materializa numa receita superior a 4,7 milhões de euros.

Fonte: CVRA / Nota de imprensa